PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Red Bull e Honda discutirão na Espanha sobre possível acordo, diz revista

Red Bull espera atualização de motor fornecido à Toro Rosso para selar acordo - Brandon Malone/Reuters
Red Bull espera atualização de motor fornecido à Toro Rosso para selar acordo Imagem: Brandon Malone/Reuters

Do UOL, em São Paulo

02/05/2018 20h18

A Red Bull deve conversar com a Honda no fim de semana do Grande Prêmio da Espanha, em 13 de maio, a respeito de um possível acordo de fornecimento de motores na temporada 2019. A informação foi divulgada nesta quarta-feira pelo site da revista Autosport.

A publicação afirma que os dois lados já tiveram uma primeira reunião formal no último final de semana, durante o GP do Azerbaijão. Neste encontro, Helmut Marko, conselheiro da Red Bull, e Masashi Yamamoto, diretor esportivo da Honda, traçaram as primeiras diretrizes do acordo.

A Honda fornece motores em 2018 para a Toro Rosso, justamente a equipe B da Red Bull na Fórmula 1. A equipe principal tem motores Renault, mas o acordo de fornecimento termina no fim da atual temporada.

Fontes ouvidas pela revista afirmam que há grande interesse das duas partes em um acerto. A expectativa é de que o martelo seja batido até o Grande Prêmio do Canadá, em 10 de junho.

O principal obstáculo, até aqui, é a desconfiança da Red Bull: embora a Toro Rosso tenha somado 13 pontos nas quatro primeiras corridas do ano, com direito a um quarto lugar de Pierre Gasly no Bahrein, a equipe matriz espera a próxima atualização da Honda para averiguar o real potencial do motor fornecido pela fabricante japonesa. Se julgar competitiva, deve assinar.

“Estamos muito satisfeito com a parceria com a Toro Rosso”, disse Marko ao site da revista. “A confiabilidade já melhorou consideravelmente (em relação a 2017). E, enquanto o desempenho avança, vamos esperar pela próxima atualização”, completou.

O prazo, porém, é mais um entrave: enquanto a Red Bull quer esperar até 10 de junho para se decidir a respeito da Honda, a Renault quer saber até 15 de maio se a equipe pretende manter seus motores.

Acordo com Honda “congestionaria” Red Bull

Um acordo com a Red Bull facilitaria os planos da Honda de colocar na Fórmula 1 um dos pilotos de seu programa de formação. O principal candidato é Nirei Fukuzumi, que disputa as temporadas da Fórmula 2 e da Super Fórmula em 2018 de forma a acelerar sua superlicença.

Caso aconteça a promoção de Fukuzumi, a Red Bull terá um problema: muitos pilotos para poucas vagas. Além de Daniel Ricciardo, Max Verstappen (ambos da Red Bull), Pierre Gasly e Brendon Hartley (da Toro Rosso), o time ainda conta com Carlos Sainz (emprestado à Renault) na briga pelas vagas dos times da empresa na F-1.

O acerto seria facilitado caso Ricciardo, que tem contrato até o fim de 2018, deixe a equipe. O australiano é cotado para assumir a vaga de Kimi Raikkonen na Ferrari.

Fórmula 1