PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Finlandês revela ameaças de morte após punição a Max Verstappen

Max Verstappen pilota seu carro durante o GP dos Estados Unidos - Clive Rose/Getty Images/AFP
Max Verstappen pilota seu carro durante o GP dos Estados Unidos Imagem: Clive Rose/Getty Images/AFP

Do UOL, em São Paulo

26/10/2017 15h07

Depois de trabalhar no Grande Prêmio dos Estados Unidos de Fórmula 1, Mika Salo revelou que os protestos após punição dada a Max Verstappen por ultrapassagem sobre Kimi Raikkonen saíram do controle. Depois de ter sua página na Wikipedia alterada com menção ao incidente, o finlandês disse que recebeu ameaças de morte.

"Tenho recebido ameaças de morte, principalmente da Holanda. A mudança no artigo da Wikipedia foi uma piada divertida, mas as ameaças para mim e outros membros do júri não devem ser toleradas", disse Salo, em entrevista ao site finlandês "SuomiF1".

Após largar na 16ª colocação na prova, Verstappen ultrapassou Raikkonen na última volta e terminou a corrida em terceiro. No entanto, o holandês foi punido com cinco segundos e acabou ficado fora do pódio, o que beneficiou o compatriota de Salo.

O próprio Verstappen se queixou e afirmou que se sentiu "roubado", mas foi perdoado.

"Ele ficou de cabeça quente por um momento, mas se acalmou mais tarde. Ele mesmo sabia que a regra era clara. Falei com ele", revelou Salo.

Fórmula 1