PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Em luta contra o câncer, F-1 tem final de semana cor de rosa nos EUA

McLaren foi uma das equipes que aderiram à campanha contra o câncer de mama - McLaren/Instagram
McLaren foi uma das equipes que aderiram à campanha contra o câncer de mama Imagem: McLaren/Instagram

Do UOL, em Austin (EUA)

21/10/2017 04h00

Tem piloto com boné rosa, outro com luvas da mesma cor, equipe de TV com microfone rosa, o pneu tem a lateral rosa, todas as placas com os nomes dos pilotos e a linha que delimita o pilane também são rosa. A Fórmula 1 mudou de cor neste final de semana, no GP dos Estados Unidos, para entrar na campanha de prevenção ao câncer de mama.

Fernando Alonso foi um dos que aderiram à campanha, mudando de boné e de uniforme neste final de semana, assim como todos os membros da McLaren.

“É um final de semana especial em que toda a F-1 se uniu para dar o apoio a todas as mulheres que lutam e também tentamos conscientizar todas sobre a importância das revisões periódicas para que tenhamos a esperança, se não de erradicar, mas diminuir os números. Elas não estão sozinhas e todos sempre estaremos apoiando-as”, disse o piloto, que anunciou em Austin a renovação de seu contrato com a McLaren para a próxima temporada.

Outro que também aderiu à campanha foi Felipe Massa. “Vamos ter adesivos espalhados no carro e no capacete, roupas especiais. É importante fazermos o máximo para tentar ajudar e também para tentar fazer as pessoas ajudarem na conscientização.”

Até uma corrida informal, a pé, foi promovida nesta quinta-feira entre os membros do paddock no traçado norte-americano, com todos usando a cor que virou símbolo da campanha. Vários pilotos, como Daniil Kvyat e Lance Stroll, participaram, e até Alain Prost e o chefão da F1 Ross Brawn prestigiaram o evento.

Já os carros vão à pista neste sábado para a disputa da classificação, a partir das 19h pelo horário de Brasília. O horário foi alterado para se aproximar do início do show da grande atração do evento, o cantor Justin Timberlake, que se apresenta em palco montado em uma das áreas de escape na reta oposta. Nos treinos livres de sexta-feira, Lewis Hamilton ficou em primeiro. O inglês tem a chance de ser campeão já neste final de semana caso faça pelo menos 16 pontos na corrida que tem largada às 5 horas da tarde do domingo, pelo horário de Brasília. 

Fórmula 1