PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Hamilton resiste à pressão de Vettel e vence GP da Bélgica; Massa é o 8º

Reuters
Imagem: Reuters

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Spa-Francorchamps (Bélgica)

27/08/2017 10h28

Lewis Hamilton venceu o GP da Bélgica e coroou um fim de semana com direito a recorde de poles no sábado. Neste domingo, o inglês chegou a ser atacado por Sebastian Vettel a 10 voltas para o fim, após um período de Safety Car colocar em risco uma prova que parecia sob controle, mas suportou o ataque do alemão e conquistou sua quinta vitória na temporada.

Vettel terminou em segundo. Ricciardo completou o pódio. Felipe Massa, que largou em 16º, foi quem mais ganhou posições durante a prova e terminou em oitavo lugar. "Se alguém me dissesse que cruzaria nessa posição antes do início da corrida, assinaria embaixo. Foi um resultado conquistado com um bom ritmo e muita luta. Estou muito contente", disse o brasileiro ao UOL Esporte.

Com este triunfo, Hamilton encurta a distância para o líder do Mundial, Vettel: 220 pontos (Vettel) contra 213 pontos (Hamilton). Antes da etapa belga, a distância entre os dois era de 14 pontos.

A prova em Spa-Francorchamps   

Os quatro primeiros no grid (Hamilton, Vettel, Bottas e Raikkonen) mantiveram suas posições na largada.

Hamilton abriu boa vantagem nas 15 voltas iniciais.

Vettel encostou no inglês depois da primeira parada nos boxes, com 1s1 de diferença, mas Hamilton se recuperou, estabelecendo vantagem para quase 2s a partir da volta 22 (de 44 no total).

Hamilton lidera a prova na Bélgica, com Vettel em segundo - Reuters - Reuters
Imagem: Reuters

Mas um Safety Car na volta 32, causando por uma batida entre os companheiros de Force India, Esteban Ocon e Sergio Perez, juntou Hamilton e Vettel. Na saída do safety car, o ferrarista atacou fortemente o piloto da Mercedes. Hamilton resistiu à pressão de Vettel. Para se safar de Vettel, Hamilton emplacou três voltas mais rápidas em sequência, abrindo 1s4 de diferença a três voltas para o fim.

Um fator que complicou a vida de Hamilton no final foi a escolha do composto macio, mais lento que o ultramacio de Vettel. A Mercedes não teve escolha, pois não tinha pneus novos de outros compostos. Tal escolha acabou custando caro para Valtteri Bottas, que foi ultrapassado por Daniel Ricciardo, que chegou em terceiro, e Kimi Raikkonen na relargada, não conseguindo se recuperar.

Massa: fim de semana difícil, recuperação no GP

Os dias que antecederam a prova foram ruins para Felipe Massa. O piloto começou os treinos livres sofrendo um acidente logo em sua primeira ida à pista, razão pela qual ficou fora também do segundo treino livre na Bélgica. Além disso, o carro não rendeu o esperado na classificação e Massa criticou duramente a Williams antes do GP.

Largando em 16º, Massa pulou para 13º nas primeiras voltas e brigou por toda a prova com as Haas e as Renault, fazendo várias ultrapassagens. O brasileiro ainda foi beneficiado por problemas com Verstappen e pela batida das Force India para chegar em oitavo.

Schumacher ganha homenagem do filho

Mick Schumacher, filho de Schumacher, homenageou o pai neste domingo, em Spa-Francorchamps. O jovem guiou uma Benetton idêntica que o alemão conquistou seu primeiro título na Fórmula 1, em 1994. A homenagem ocorreu para celebrar os 25 anos da vitória de Schumacher no circuito belga, em 1992.

Um dia antes da prova, a família Michael Schumacher parabenizou Lewis Hamilton pela 68º pole, igualando o recorde do heptacampeão.   

Alonso dá bronca pelo rádio

 

#BelgianGP corners. #F1 #McLarenHonda

A post shared by McLaren Honda (@mclaren)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

on

Paralelamente à disputa na pista, Fernando Alonso travou discussão com sua equipe via rádio. Frustrado com a falta de potência da McLaren, o piloto reclamou que era ultrapassado facilmente. Cansado de reclamar, Alonso desabafou.

"É vergonhoso. É vergonhoso!".

"Não quero mais saber de rádios. Chega!", disse o espanhol, que foi sondado pela Williams.

Alonso deixou o GP na 27ª volta. Na classificação, algo bastante raro já havia atrapalhado o espanhol e demonstrado as dificuldades do motor Honda: o sistema eletrônico do motor não compreendeu que o piloto estava percorrendo a Pouhon, curva mais desafiadora da pista, de pé embaixo, e não lhe proporcionou a potência devida, o que acabou tirando-o do top 10. O piloto percebeu a falha na hora e reclamou: "Sem potência! Sem potência! É inacreditável!"

Hino brasileiro em Spa-Francorchamps

O hino brasileiro voltou a tocar no circuito da Bélgica. O motivo foi a vitória do brasileiro Sette Camara, na F-2, na manhã de domingo.

Verstappen volta a ter problemas com Red Bull

Max Verstappen, definitivamente, não está com a sorte de seu lado na temporada. O piloto deixou a prova logo no começo após a Red Bull perder potência. Em 12 corridas, o holandês não completou seis, sendo que teve problemas técnicos em cinco oportunidades. Isso frustrou a imensa torcida holandesa que coloriu as arquibancadas de laranja na Bélgica.

O holandês não deixou barato e disse que está "em um campeonato com Alonso para ver quem tem mais abandonos".

Choques entre Forces India

Ocon e Perez são companheiros de equipe, mas deixaram claro mais uma vez na pista neste domingo que os não se toleram. As duas Forces India se tocaram em duas oportunidades na entrada da Eau Rouge. Na primeira, ambos escaparam, mas na segunda o mexicano acabou com um pneu furado e o francês teve de trocar o bico de seu carro.

Não é a primeira vez que isso acontece: eles já se estranharam no Canadá e bateram no Azerbaijão. Perguntado pelo UOL Esporte se planejava conversar com Perez, Ocon disse que iria fazê-lo ainda neste domingo. "Vai ser uma conversa de homem".

* Colaborou o jornalista Bruno Thadeu

Classificação final do GP da Bélgica

1                             Lewis Hamilton MERCEDES                         1:24:42.820        

2                             Sebastian Vettel              FERRARI                     +2.358s

3                             Daniel Ricciardo               RED BULL                  +10.791s             

4                             Kimi Räikkönen FERRARI                              +14.471s             

5                             Valtteri Bottas  MERCEDES                         +16.456s             

6                             Nico Hulkenberg             RENAULT                  +28.087s             

7                             Romain Grosjean            HAAS FERRARI            +31.553s             

8                             Felipe Massa     WILLIAMS MERCEDES                +36.649s             

9                             Esteban Ocon   FORCE INDIA MERCEDES         +38.154s             

10                           Carlos Sainz        TORO ROSSO                     +39.447s             

11                           Lance Stroll        WILLIAMS MERCEDES                   +48.999s             

12                           Daniil Kvyat        TORO ROSSO                     +49.940s             

13                           Jolyon Palmer   RENAULT                            +53.239s             

14                           Stoffel Vandoorne         MCLAREN HONDA            +57.078s             

15                           Kevin Magnussen           HAAS FERRARI                  +67.262s             

16                           Marcus Ericsson               SAUBER FERRARI              +69.711s             

17                           Sergio Perez      FORCE INDIA MERCEDES                                            

Não completaram a prova

NC          14           Fernando Alonso            MCLAREN HONDA                                         

NC          33           Max Verstappen             RED BULL RACING TAG HEUER                                 

NC          94           Pascal Wehrlein               SAUBER FERRARI

Fórmula 1