PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Vettel na Mercedes? "Ele não quer ser meu companheiro", diz Hamilton

Sebastian Vettel cumprimenta Lewis Hamilton após o GP da China - Lars Baron/Getty Images
Sebastian Vettel cumprimenta Lewis Hamilton após o GP da China Imagem: Lars Baron/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Spa-Francorchamps (BEL)

25/08/2017 06h42

A demora no anúncio da renovação de Sebastian Vettel com a Ferrari vem alimentando vários rumores no paddock da Fórmula 1. O principal é que o alemão estaria tentando ir para a Mercedes para o lugar de Valtteri Bottas. Mas Lewis Hamilton acredita que isso está longe de se tornar realidade.

“Acho bastante improvável que ele venha para cá. E sei que ele definitivamente não quer ser meu companheiro. Ele não estaria na posição em que ele está agora na equipe dele, em termos de como a equipe opera, se ele estivesse aqui. E eu não tenho problema de correr ao lado de ninguém e acho bom correr contra pilotos fortes.”

Hamilton aproveitou para elogiar o atual companheiro Valtteri Bottas, que negocia sua renovação.

“Acho que a equipe está com um clima muito bom e o GP da Hungria demonstrou isso. Eu não mudei nada no meu trabalho, mas temos um novo elemento na equipe e funciona. Não acredito que os chefes estejam infeliz, então acho difícil acreditar que eles mudariam.”

Perguntado pelo UOL Esporte sobre as negociações, o finlandês disse não esperar novidades logo. Acredita-se que sua renovação seja anunciada apenas no final de setembro, como já declarou o chefe Toto Wolff.

“Ainda não estamos perto de um acordo, então não esperem nada nas próximas duas semanas. Ainda precisamos conversar com a equipe, mas me sinto bem. Não há motivo para entrar em pânico.”

Já Vettel não quis falar muito sobre seu futuro e se limitou a declarar que “devem haver novidades em algum momento”, sem estipular datas. O alemão negocia sua renovação com a Ferrari e o entrave seria sua vontade de renovar por apenas um ano para ter mais opções no final de 2018, quando contratos importantes, como o de Lewis Hamilton, se encerram.

A Ferrari, por sua vez, quer uma renovação de três anos. A equipe anunciou nesta semana a permanência de Kimi Raikkonen por mais uma temporada.

Fórmula 1