PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Alonso revela convite da Mercedes para vaga de Rosberg e alfineta Hamilton

Mirco Lazzari gp/Getty Images
Imagem: Mirco Lazzari gp/Getty Images

24/02/2017 09h01

Fernando Alonso aproveitou o lançamento de seu novo carro da McLaren, o MCL32, para reiterar seu compromisso com o time britânico, com o qual tem contrato até o final desta temporada. Tanto, que revelou sido procurado pela Mercedes para substituir Nico Rosberg e respondeu que estava contente em Woking.

"Eles me ligaram para checar e ouvir qual era minha situação. E a minha era muito clara. Não havia muito o que dizer Eu tinha esse ano de contrato com a McLaren e estava feliz", afirmou. "Não foi nada estranho. Acho que foi algo que eles fizeram com todo mundo."

A Mercedes ficou em situação difícil no final do ano passado, quando Rosberg surpreendeu ao anunciar a aposentadoria apenas poucos dias após a conquista do título. Com as maiores estrelas da Fórmula 1 sob contrato, a decisão do time foi usar a parceria com a Williams para conseguir a liberação de Valtteri Bottas.

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, chegou a dizer em dezembro que considerou a contratação de Alonso, mas chegou à conclusão de que "seria um pouco emocionante demais" para a equipe dado o "histórico" do espanhol com Lewis Hamilton. Os dois se envolveram em várias polêmicas no ano em que correram juntos na McLaren, em 2007.

Sobre a aposentadoria de Rosberg, Alonso disse que "faz parte do caráter dele. Para mim, correr é uma droga. Quando eu tiver 80 anos estarei andando de kart tirando a molecada da pista."

Alonso também alfinetou o rival Lewis Hamilton, que defendeu recentemente que os pilotos não revelem os dados de telemetria dos companheiros. Para o bicampeão, se o inglês "tivesse estudado melhor os dados de Rosberg, talvez teria sido campeão" na última temporada. Hamilton perdeu o título por cinco pontos.

 

Fórmula 1