PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Novo dono da F-1 quer ver corridas 'nas grandes cidades' e cita Miami e NY

Reprodução/Twitter
Imagem: Reprodução/Twitter

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Cingapura

20/09/2016 06h00

O novo presidente da Fórmula 1, Chase Carey, teve o primeiro contato direto com a categoria no último final de semana, em Cingapura. O norte-americano, dono da Liberty Media, empresa que recentemente adquiriu os direitos comerciais da categoria, conheceu os chefes de equipe e revelou suas metas ambiciosas para o esporte.

A ideia do novo comandante, que fará uma transição, que ainda não está clara, com Bernie Ecclestone, que gerencia o esporte há pelo menos três décadas, é aumentar a projeção da Fórmula 1 dentro dos EUA. “Trata-se de uma marca premium e, sendo assim, precisa estar em lugares como Los Angeles, Nova Iorque ou Miami. O ideal é que esteja nas maiores cidades do mundo”, considera.

“Não quero criticar os esforços do passado porque não sei quais foram. É muito cedo para ter um plano claro, mas claramente teremos um plano para desenvolver a América, estar no mercado certo, porque há uma audiência muito grande a ser conquistada na América.”

Fórmula 1