PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Tática diferente de rival e largadas ruins assombram Mercedes em Cingapura

Largando entre as duas Mercedes, Ricciardo é candidato à vitória - Reuters
Largando entre as duas Mercedes, Ricciardo é candidato à vitória Imagem: Reuters

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Cingapura

17/09/2016 13h40

Nico Rosberg foi meio segundo mais rápido que o segundo colocado na classificação para o GP de Cingapura, mas está longe de acreditar que tem a vitória assegurada na prova que tem largada às 9h do domingo pelo horário de Brasília. Afinal, o alemão tem ao seu lado na primeira fila Daniel Ricciardo, que tentará uma estratégia diferente com a Red Bull, e sabe que os primeiros metros de sua Mercedes não têm sido dos mais consistentes ao longo da temporada.

Foi uma largada ruim, inclusive, que fez Hamilton perder várias posições e a chance de sequer lutar pela vitória há duas semanas, em Monza. Mas, antes que as luzes vermelhas se apaguem, a grande ameaça será a tática de Ricciardo, que larga com os pneus supermacios, teoricamente mais lentos que os ultramacios de Rosberg, porém mais duráveis.

“Era o plano mesmo antes do final de semana”, revelou Ricciardo. “Fiquei surpreso que fomos os únicos. É mais ou menos como Mônaco, quando foi a coisa certa a fazer, então vamos ver como funciona amanhã.”

O australiano refere-se a uma corrida dominada por ele, perdida por uma falha no pit stop. “Adoraria vencer neste ano. Chegamos perto, mas não conseguimos. Se eu tiver uma boa largada e tiver posição de pista, vou tentar ficar na ponta.”

Rosberg, por sua vez, se mostrou confiante de que pode vencer. “Não estou preocupado, mas vou ficar de olho nele. O ritmo de corrida deles é melhor do que em classificação e temos de ficar de olho, especialmente por eles largarem com o supermacio.”

Para Lewis Hamilton, que larga em terceiro, se Rosberg conseguir se manter à frente na largada, será difícil a tática da Red Bull surtir efeito. “Nico está na frente, então vai controlar o ritmo. Confio nos meus estrategistas e acho que estamos na tática certa para amanhã.”

Brasileiros torcem por corrida maluca
Depois de não conseguirem boas posições de largada no grid, Felipe Massa e Felipe Nasr apostam em um GP movimentado para conseguirem ganhar terreno na corrida. Nasr, que larga em 17º, não vai com um plano definido para a prova.

“É uma prova em que você tem de ter flexibilidade, porque sempre tem Safety Cars que podem mudar a tática. Então depende de como for a corrida, estamos abertos para fazer entre duas a até quatro paradas.”

Massa, que larga em 11º, seguiu a mesma linha. “Aqui tudo pode acontecer. Teve uma corrida aqui em que fiz uma parada a menos e parecia impossível que o pneu chegasse até o final, mas ele chegou. Já vi acontecer de tudo aqui. Tomara que seja positivo para a gente.”

Outro que espera uma prova com surpresas é Sebastian Vettel. O alemão teve problemas na classificação em sua Ferrari e vai largar em último. Para ele, o único ponto a favor é o fato de não ter utilizado a grande maioria dos jogos de pneus que tem à disposição.

“Será uma corrida longa e tenho vários pneus novos. Veremos o que dá para fazer com a estratégia. É desapontador, mas aconteceu. Temos de lidar com isso e tentar nosso melhor na corrida”, disse o vencedor do ano passado.

Fórmula 1