PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Prost diz que carros atuais parecem muito fáceis de pilotar e critica TV

Prost (esq) entrevista Niki Lauda - Ico Ramos/UOL
Prost (esq) entrevista Niki Lauda Imagem: Ico Ramos/UOL

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Barcelona (ESP)

23/06/2016 06h18

O tetracampeão Alain Prost, que atualmente comenta as corridas de F-1 para a TV francesa, não esteve em Baku, no Azerbaijão, palco da oitava etapa da temporada, tendo de acompanhar a cobertura por meios das imagens cedidas para todo o mundo pela FOM (entidade que cuida dos direitos comerciais da categoria). E não gostou do que viu.

Para o francês, o posicionamento das câmeras não apenas deixa de mostrar a real velocidade dos carros, como também faz com que aparente ser fácil pilotar um carro na atual F-1.

“Estava vendo a câmera onboard do Lewis [Hamilton] e ele estava falando ao mesmo tempo. Não é um problema mudar algo [no volante] mas se parece tão fácil fazer isso enquanto se está pilotando então algo está errado. Nas freadas, não dá para ter noção da velocidade, não dá para ouvir o barulho ou ver a dificuldade para o pescoço”, criticou, em evento promovido pela Federação Internacional de Automobilismo em Turim, na Itália.

“Se eu sou um cara jovem - porque estou muito preocupado com isso no momento - e não sei muito sobre a F-1, vejo pela primeira vez e sinto que estou fazendo a mesma coisa no meu videogame, não parece difícil”, acredita.

“Quero que mostremos algo muito difícil e talvez seja mais difícil do que achamos, mas olhando de fora não parece muito difícil. Então o show não é muito bom e fiquei entediado. Fiquei muito chateado.”

O posicionamento das câmeras também fez Prost se decepcionar com a pista. Depois de dias ouvindo elogios de quem estava em Baku, o francês disse não ter tido a mesma impressão de velocidade olhando o vídeo.

“Para mim foi um desastre porque não vi a pista que todos estavam comentando. Todos me disseram que é uma das melhores pistas que já viram, mas na TV, se eu sou o velho Alain Prost ou se eu sou um fã vendo a transmissão não ficaria feliz. Acho que o posicionamento das câmeras não estava bom, realmente não foi um bom espetáculo.”

Fórmula 1