PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Ecclestone pede que GPs aprendam com Azerbaijão e assegura futuro da prova

Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Do UOL, em Barcelona (ESP)

23/06/2016 06h45

A Fórmula 1 chegou sob um clima de muita desconfiança ao Azerbaijão, para a estreia do GP da Europa, no último final de semana. Mas saiu com uma boa impressão de Baku mesmo com uma corrida sem toda a ação prometida pelos muros próximos e a altíssima velocidade do circuito montado nas ruas de Baku. Ainda assim, o promotor da categoria, Bernie Ecclestone, assegurou o futuro da etapa e disse ainda que os demais organizadores têm muito o que aprender com o país.

“Se todos os lugares para onde vamos fizessem o esforço que estas pessoas fizeram aqui, seria fantástico. Eles fizeram um trabalho incrível”, disse à Sky Sports.

“Acabou sendo um circuito muito bom. Queria que passasse pelo castelo de qualquer jeito, para que toda aquela área fosse filmada, e fomos sortudos o bastante para fazer isso.”

Ecclestone se refere à parte mais estreita da pista, com menos de 8m de largura, que foi mantida no traçado mesmo desrespeitando a largura mínima estabelecida pelo regulamento, de 12m.

Mas nem tudo funcionou durante o final de semana, com uma sessão da GP3 sendo cancelada após vários pneus serem rasgados pela zebra. Na sessão de treinos livres da F-1, a tampa de um bueiro danificou o carro de Valtteri Bottas. Porém, Ecclestone disse que esse tipo de coisa acontece porque se tratava “de um protótipo, a primeira corrida.”

Perguntado sobre as especulações de que o Azerbaijão não conseguirá cumprir os cinco anos de contrato, uma vez que o país está em crise por ser dependente de petróleo e pelo fato das arquibancadas estarem praticamente vazias durante o final de semana de corrida, Ecclestone se mostrou confiante. “Não me preocuparia com isso.”

O GP da Europa foi vencido por Nico Rosberg, que estendeu sua vantagem no campeonato de nove para 24 pontos sobre o companheiro de Mercedes, Lewis Hamilton.

Fórmula 1