PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Carros da F-1 em 2017 vão 'detonar' recordes, aposta engenheiro da Ferrari

Carros de 2017 serão mais largos e terão visual mais agressivo - Giorgio Piola
Carros de 2017 serão mais largos e terão visual mais agressivo Imagem: Giorgio Piola

Do UOL, em Barcelona (ESP)

23/06/2016 06h28

A mudança de regulamento pela qual a Fórmula 1 passará na próxima temporada não apenas fará os carros voarem na pista, batendo os recordes de volta que, na maioria dos circuitos, já duram mais de 10 anos, como também fará com que as corridas sejam mais disputadas. É o que espera o diretor técnico da Ferrari, James Allison.

As mudanças incluem um novo pacote aerodinâmico, com asas mais largas, que prometem dar um visual mais agressivo aos carros. Os pneus, também mais largos, servirão para os carros terem mais aderência. E os motores terão o desenvolvimento liberado, em busca de maior igualdade entre as fornecedoras. Afinal, desde que a tecnologia dos V6 turbo híbridos foi implementada, em 2014, a categoria tem sido amplamente dominada pela Mercedes.

“Algumas pessoas acham que os tempos de volta não são tão importantes, mas sim o fato das disputas serem próximas. Acho que os dois são importantes. Gostaríamos de ver todas as corridas com uma luta de verdade e acho que estamos chegando cada vez mais perto disso. Acho que tivemos boas disputas neste ano e só vai melhorar”, defende o engenheiro, que esteve afastado por três meses após a morte repentina da esposa, em março.

Além de prever provas mais disputadas, Allison acredita que os carros do ano que vem poderão bater os recordes de tempo de volta, em sua grande maioria obtidos em 2004.

“Os melhores tempos de volta da história foram feitos há muito tempo, mas estamos chegando perto deles agora. Estou animado para o ano que vem porque vamos começar a detonar estes recordes.”

Fórmula 1