PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Mexicanos se empolgam com volta da F-1 e audiência sobe 500% em 2015

Dan Istitene/Getty Images
Imagem: Dan Istitene/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

26/04/2016 12h26

O promotor Bernie Ecclestone muitas vezes é criticado por trocar corridas em lugares tradicionais na Europa por novos mercados, mas os números iniciais apontam que o dirigente acertou em cheio no retorno do GP do México, depois de 23 anos fora do calendário.

A volta, que ocorreu no ano passado, resultou em um aumento de 500% na audiência no país, que tem atualmente dois pilotos no grid, Sergio Perez e Esteban Gutierrez. Assim, o alcance total de espectadores chegou a 3.4 milhões em 2015.

O GP do México foi um dos que contou com mais público ano passado, sendo comparado a eventos consagrados como os GPs da Austrália e da Grã-Bretanha. Os organizadores divulgaram que 130 mil pessoas assistiram à corrida no Autódromo Hermanos Rodriguez e 250 mil compareceram às arquibancadas durante os três dias de atividades de pista.

Mas o México não foi o único mercado importante que apresentou alta: a Itália, responsável pela segunda maior audiência da F-1 em números absolutos, atrás apenas do Brasil, teve um crescimento de 1.5 milhão de espectadores em 2015, chegando ao total de 32.9 milhões.

Mesmo com estes números positivos, a Fórmula 1 perdeu audiência entre 2014 e 2015. A queda foi na base de 25 milhões ao redor do mundo, tendência que vem sendo verificada desde 2008. De lá para cá, o número de espectadores caiu de 600 milhões para 400 milhões por temporada.

Fórmula 1