PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Dupla da Ferrari lamenta chance perdida e foca em tática diferente no GP

Dan Istitene/Getty Images
Imagem: Dan Istitene/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

16/04/2016 06h07

Os pilotos da Ferrari saíram da classificação decepcionados com a segunda e terceira colocações. Sem Lewis Hamilton no caminho, uma vez que o inglês ficou de fora da definição do grid para o GP da China ainda na primeira parte do treino, Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen não foram bem em suas voltas mais rápidas e foram superados pelo pole Nico Rosberg e pelo segundo colocado, Daniel Ricciardo.

“Não fiz um grande trabalho”, admitiu Vettel, que larga em quarto. “O carro poderia fazer mais, talvez não a pole, mas pelo menos a segunda posição seria possível se eu tivesse pilotado melhor”.

Mesmo tendo superado o companheiro, Kimi Raikkonen também ficou descontente com sua melhor volta. Afinal, o finlandês tinha a pole provisória até então. “É uma pena, tínhamos a chance de estar na ponta hoje, mas é assim. Vamos tentar fazer nosso melhor amanhã.”

Para a corrida, contudo, a Ferrari se mostra mais confiante. Especialmente Vettel, que fez apenas uma tentativa no Q3 e economizou, assim, um jogo de pneus supermacios para a corrida. O alemão deve fazer uma tática bastante diferente de Rosberg, que vai largar com o pneu macio, uma vez que marcou seu melhor tempo no Q2 com o composto. A tentativa do alemão da Mercedes é retardar a primeira parada ao máximo, enquanto o ferrarista aposta na aderência adicional dos supermacios.

“Nico obviamente vai largar com um composto diferente. E temos um número distinto de pneus sobrando. Será interessante ver como será a corrida. Primeiro temos de ver como vamos largar, porque da última vez foi muito bom. Estou confiante. Acho que podemos ser mais rápidos que a Red Bull e a meta amanhã é avançar em relação a onde estamos agora.”

A largada para o GP da China será às 3h do domingo, pelo horário de Brasília.

Fórmula 1