PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Nasr revela desânimo após estreia fraca da Sauber: 'Espero ter dificuldade'

Lars Baron/Getty Images
Imagem: Lars Baron/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

29/03/2016 09h24

A prova de estreia da temporada de 2016 da Fórmula 1 serviu para Felipe Nasr se convencer de que a Sauber terá um ano difícil pela frente. Doze meses depois de impressionar em sua primeira prova na categoria, com um quinto lugar, o brasileiro não passou do 15º posto e acredita que terá muito trabalho pela frente com o novo carro.

"Para ser honesto nos falta ritmo no carro e muito desempenho em comparação aos nossos outros concorrentes", disse Nasr à Autosport. "Não havia maneira alguma de terminar a corrida nos pontos. Ficamos longe demais, o que significa que temos muito trabalho a fazer. Espero que possamos trazer atualizações o mais rápido possível. Há muitas áreas que devemos melhorar porque estamos precisando de desempenho puro."

O brasileiro, contudo, não sabe ao certo quando estas atualizações vão chegar. “Vamos enfrentar algumas dificuldades até que nós possamos atualizar o carro, e me refiro a trazer mais downforce para conseguir um bom ritmo.

Além de performance pura, o atraso no projeto em si também traz consequências negativas. A Sauber foi a última a lançar o carro novo e Nasr só usou seu chassi na Austrália.

“No teste de Barcelona nós só tínhamos um chassi, que era do Marcus Ericsson. O meu só ficou pronto na quarta-feira antes da Austrália. Nós não tivemos tempo para o shakedown e já fomos para o primeiro treino livre. Não conseguimos fazê-lo trabalhar em 100%. Ainda há algumas coisas que podemos fazer, e espero que possamos trazer este desempenho para o carro", revelou o piloto.

"Com certeza os outros times deram um passo muito maior do que pensávamos. Há muito para melhorar, e do lado financeiro ainda estamos tendo dificuldades.”

A Sauber chegou a atrasar os salários de fevereiro, ainda que os dirigentes tenham garantido que isso aconteceu por uma série de fatores externos que “surpreendeu” o time.

Fórmula 1