PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Após testes, Massa crê que Williams pode perder posto de 3º melhor time

Do UOL, em São Paulo

26/02/2016 06h10

Após os quatro primeiros dias dos testes de pré-temporada, Felipe Massa fez o primeiro prognóstico sobre o que vai enfrentar neste ano na Fórmula 1 com a Williams. E ele não é muito animador: o brasileiro vê sua equipe em uma briga direta com Red Bull e Force India para ver quem será a terceira força do campeonato.

Apesar de ser só uma primeira impressão, trata-se de um retrocesso para o time inglês, que fechou a temporada de 2014 como a segunda melhor equipe e, ao longo do ano passado, perdeu terreno para a Ferrari. Ainda assim, conseguiu terminar em terceiro entre os construtores com certa folga em relação à própria Red Bull.

Em 2016, Massa acredita que até esta terceira posição estará ameaçada. “ Tirando a Mercedes e a Ferrari, a gente vai ter uma briga muito grande e me ponho nessa briga com a RBR e a Force India”.

Massa pilotou o novo carro da Williams em dois dias, somando 163 voltas, e se mostrou dividido: enquanto a simulação de corrida feita na quarta-feira o deixou animado, os problemas de sistema que o deixaram nos boxes pela maior parte da quinta-feira lhe tiraram a oportunidade de conhecer um pouco mais a fundo o equipamento.

“Eu simulei uma corrida [na quarta]. Foi a única coisa que entendi nos dois dias. Hoje não consegui avançar nada na compreensão do carro. Temos muito trabalho pela frente. Tomara que na semana que vem a gente consiga dar 100 voltas por dia”, espera o brasileiro, que terá mais dois dias no carro antes da estreia no campeonato, no GP da Austrália, dia 20 de março.

No balanço final, Massa ficou com o 14º melhor tempo, mas afirmou que isso não o preocupa por enquanto. “Nós nem mexemos, praticamente, no acerto do carro. Apenas na próxima semana vamos colocar os pneus mais macios.”

Ainda assim, o piloto já consegue avaliar que a briga na temporada deve se resumir a Mercedes e Ferrari. “A Mercedes está muito bem, já tem o dobro da quilometragem das outras equipes. O carro dele é rápido, constante, devem vir muito fortes de novo. A Ferrari evoluiu. Vi a simulação de corrida que eles fizeram, foi muito boa, com tempos constantes, como já era.”

A segunda bateria de testes da pré-temporada acontecerá entre os dias 1º e 4 de março, também no Circuito da Catalunha, na Espanha.

Fórmula 1