PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Manor anuncia piloto da Indonésia e preenche últimas vagas no grid de 2016

Rio Haryanto (foto) correrá ao lado de Pascal Werhlein na Manor em 2016 - Divulgação/GP2
Rio Haryanto (foto) correrá ao lado de Pascal Werhlein na Manor em 2016 Imagem: Divulgação/GP2

Do UOL, em São Paulo

18/02/2016 07h15

A Manor anunciou nesta quinta-feira seu segundo piloto para a temporada 2016 da Fórmula 1. Trata-se de Rio Haryanto, primeiro piloto da Indonésia a chegar à categoria máxima do automobilismo mundial.

Haryianto formará dupla com o alemão Pascal Wehrlein, já anunciado pela equipe. Entre 2012 e 2015, o novo piloto da Manor competiu na GP2, com resultados discretos - foram três vitórias em quatro anos, todas na última temporada.

A equipe era a única que dispunha de vagas no grid para a temporada 2016 da Fórmula 1. Com os anúncios de Wehrlein e Haryanto, todas as equipes da F1 já têm duplas definidas para a temporada.

"Rio tem corrido desde que sentou-se em um kart aos seis anos de idade. Ele é tenaz, dentro e fora das pistas, e deixou uma ótima impressão na última temporada da GP2. A grande atenção que Rio tem na Indonésia é ótima para a equipe e para a Fórmula 1. Eles estão atentos para vê-lo no grid, e estamos otimistas que o veremos em empolgantes batalhas no próximo ano", destacou Stephen Fitzpatrick, proprietário da Manor.

O próprio piloto comemorou o acerto com a Manor. Nomes como Alexander Rossi (EUA), Roberto Merhi (Espanha) e Will Stevens (Inglaterra) também disputavam a vaga.

"A Manor é uma equipe com visão empolgante e planos ambiciosos. Eles conseguiram um grande pacote, e mal posso esperar para estar no carro. Melbourne (palco do GP da Austrália que abre a temporada) será um grande momento para mim, para meu país, para meus fãs. Quero agradecer a todos que estão comigo desde que comecei nos monopostos; 2016 é minha chance de retribuir a confiança e representar a Ásia na F1", disse o indonésio.

Segundo a imprensa da Indonésia, as autoridades do país têm grande influência na contratação de Haryanto. O jornal Jakarta Post especulava um investimento de US$ 16 milhões (mais de R$ 63 milhões) do Governo indonésio para colocar o piloto na equipe, que contará com motores Mercedes em 2016.

Fórmula 1