PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Bicos estranhos da F1 funcionam, mas não são o que a FIA esperava

Do UOL, em São Paulo

14/03/2014 11h41

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) admitiu que os bicos dos carros da Fórmula não corresponderam ao que a entidade esperava quando alterou o regulamento para a temporada de 2014.

Os bicos dos carros da F1 se tornaram diferentes do que eram até a temporada passada por causa da preocupação da FIA com uma possível decolagem dos carros em caso de acidentes, e também para minimizar o risco de o bico atingir o piloto em uma batida lateral entre dois carros.

Para isso, a entidade reduziu a altura do bico em relação ao solo, enquanto a parte frontal da carenagem continua mais alta.

Apesar de as diferentes soluções das 11 equipes terem sido consideradas satisfatórias para a FIA em termos de segurança, os designs geraram críticas de que os carros se tornaram esteticamente feios, com uma aparência muito diferente em relação aos modelos que fizeram história na categoria nos anos anteriores.

“Muitas equipes adotaram uma solução que não era bem o que a gente esperava”, admitiu Charlie Whiting, diretor de provas da F1, citado pela revista Autosport.

“As pontas [dos bicos] são menos estruturais do que gostaríamos, mas a parte totalmente estrutural dos bicos está significativamente mais baixa do que no ano passado. Acredito que, em média, 200 mm mais baixa”, disse Whiting.

“Ok, não funcionou exatamente como pensávamos, mas é uma grande evolução em relação ao ano passado e será discutido para o próximo ano”, concluiu.

Fórmula 1