UOL Esporte - Copa 2006UOL Esporte - Copa 2006
UOL BUSCA

01/07/2006 - 19h09

Ronaldo diz que não faltou atitude aos jogadores brasileiros

Daniel Tozzi e João Henrique Medice
Enviados especiais do UOL
Em Frankfurt (Alemanha)
O atacante Ronaldo, um dos mais criticados durante a Copa do Mundo, foi o primeiro dos jogadores brasileiros a dar entrevista após a derrota por 1 a 0 para a França e a eliminação nas quartas-de-final do Mundial da Alemanha.

Antônio Gaudério/Folha Imagem

Ronaldo deixa o campo cabisbaixo após a eliminação brasileira na Alemanha

FRANÇA ELIMINA O BRASIL
FOTOS DO 1º TEMPO
FOTOS DO 2º TEMPO
FOTOS DAS TORCIDAS
No entanto, apesar das inúmeras críticas em relação ao desempenho da equipe, o jogador, visivelmente abatido, assegurou que todos deram o máximo de si e que não faltou atitude.

"Demos o máximo de nossas possibilidadees, mas não deu. Estamos decepcionados e tristes pela derrota, queríamos muito chegar mais longe. Em nenhum momento faltou atitude, todos lutaram o tempo todo", disse.

"Tenho certeza de que todos vão procurar desculpas por nossa desclassificação. Não dá para analisar quem errou ou em que erramos. Isso é o que menos importa agora. E no futebol é assim: ou se ganha ou se perde", emendou.

Questionado sobre o futuro da equipe, Ronaldo afirmou que os jogadores não podem abaixar a cabeça. "Estamos todos orgulhosos do sacrifício que cada um fez e infelizmente não deu. Agora temos de levantar a cabeça. Somos uma geração vencedora, mas todos precisam de tempo para esfriar a cabeça e esquecer a derrota. Mais para a frente a gente volta a pensar na seleção".

O goleiro Dida concordou com o companheiro e culpou, de certa forma, a grande expectativa que criaram em torno do time brasileiro. "Tivemos bons momentos, principalmente contra o Japão. Mas infelizmente aconteceu (a eliminação). A expectativa que criaram era muito grande, queriam que a gente entrasse e fizesse 10 a 0 em todo o jogo", concluiu.


SELEÇÕES