PUBLICIDADE
Topo

Vitor Guedes

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Corinthians apanha em Cuiabá com escalação e desempenho ridículos

só para assinantes
Vitor Guedes

Vitor Guedes é jornalista e professor universitário pós-graduado em Português, Língua e Literatura pela UMESP, autor do livro "Paixão Corinthiana", com passagens por Jovem Pan, Lance!, Site do Corinthians, BandNews FM, Agora São Paulo, FAPSP e UNG. Com Copas do Mundo, Mundial Libertadores, Brasileiros e dezenas de Paulistas no currículo, Vitor Guedes é 1977, pai do Basílio, ZL e, atualmente, é colunista do UOL Esporte e comentarista do Baita Amigos no Bandsports

Colunista do UOL

07/06/2022 23h26Atualizada em 08/06/2022 00h32

Cuiabá 1 x 0 Corinthians é o resultado de uma escalação estapafúrdia de Vítor Pereira, combinada com o desempenho ridículo do elenco mal montado pela diretoria alvinegra. E o fraco Cuiabá, que deixou a zona da degola, venceu mesmo sem saber muito o que fazer com a bola

Imagine diretores, membros da comissão técnica e analistas de desempenho que aprovaram as contratações dos medonhos laterais João Pedro e Rafael Ramos.

Imagine o que tem Fagner, que não volta nunca, mas o departamento médico não explica a torcida a demora do seu retorno.

Imagine quem achou que trazer Robson Bambu, aquele mesmo que na apresentação disse que jogar no Corinthians era um passo atrás na carreira, era uma boa ideia...

Imagine quem contratou Cantillo a pedido de Tiago Nunes... Pior, imagine quem mandou Rafl embora e trouxe Cantillo por desejo de Tiago Nunes... Bom, imagine quem foi o gênio que contratou o fraco Tiago Nunes...

Imagine quem trouxe Junior Moraes, veterano que não jogava havia dez meses por questões médicas, físicas e, depois, da guerra, para "reforçar" um elenco já veterano...

Imagine quem viu o Fortaleza ser a sensação em 2021, mas avaliar que Ederson não poderia ter nova chance e achou uma boa trazer Bruno Melo...

Consigo imaginar tudo isso. Só não dá para imaginar o que passou na cabeça de Vítor Pereira, o "responsável" pelo nome de Rafael Ramos, em escalar o time bizarro que ele levou a campo em Cuiabá.

Deixe de lado e analise você mesmo: Cássio; Bambu, Gil e Raul; Mantuan, Du Queiroz, Cantillo, Adson e Bruno Mello; Roger Guedes e Mosquito. Pode? Não, não pode! Tanto que VP voltou com quatro alterações no segundo tempo, mas aí o Corinthians já perdia por 1 a 0.

A primeira chance do Cuiabá foi logo aos 2 minutos, tempo que Bambu levou para falhar pela primeira vez e ser salvo por Cássio.

No entanto, quando Cantillo quis sair jogando pelo meio e meteu um tijolo para Adson, que também errou, Uendel aproveitou que Bambu não diminuiu o espaço para fazer valer a lei do ex, 1 a 0.

O Corinthians, que não existiu na primeira etapa, voltou com Piton, Giuliano, Júnior Moraes e Renato Augusto nos lugares de Bruno Melo, Du Queiroz, Bambu e Adson. Depois Mosquito deu vez a Wesley. Mesmo com quatro mudanças, Cantillo permaneceu em campo: é o armagedon!

Com tanto erro do técnico e com esses jogadores, não dá para esperar mais que a derrota.

A análise detalhada de Cuiabá x Corinthians, além das notas dos atletas corinthianos e do técnico Vítor Pereira você confere na Live do Corinthians no UOL Esporte, na tabelinha entre Ricardo Perrone e eu.

Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL! É nóis no UOL!

Veja:

E me siga no Twitter e no Instagram.