PUBLICIDADE
Topo

Vitor Guedes

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Goiás sai do Z4, expulsa Santos do G4 e mantém Corinthians na liderança

Apodi jogador do Goias disputa lance com Lucas Pires jogador do Santos durante partida no estadio Serrinha pelo campeonato Brasileiro A 2022.  - Heber Gomes/AGIF
Apodi jogador do Goias disputa lance com Lucas Pires jogador do Santos durante partida no estadio Serrinha pelo campeonato Brasileiro A 2022. Imagem: Heber Gomes/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Vitor Guedes

Vitor Guedes é jornalista e professor universitário pós-graduado em Português, Língua e Literatura pela UMESP, autor do livro "Paixão Corinthiana", com passagens por Jovem Pan, Lance!, Site do Corinthians, BandNews FM, Agora São Paulo, FAPSP e UNG. Com Copas do Mundo, Mundial Libertadores, Brasileiros e dezenas de Paulistas no currículo, Vitor Guedes é 1977, pai do Basílio, ZL e, atualmente, é colunista do UOL Esporte e comentarista do Baita Amigos no Bandsports

Colunista do UOL

15/05/2022 20h52Atualizada em 15/05/2022 20h52

Goiás 1 x 0 Santos tirou o Goiás da zona da degola e impediu que o ex-vice-líder Santos (10 pontos), que com a derrota caiu para 5º lugar, assumisse a ponta do interminável Campeonato Brasileiro de pontozzz corridozzz. Melhor para o Corinthians (13 pontos), que se manteve na liderança isolada da competição.

100% na Vila Belmiro, o Santos voltou a mostrar debilidade como visitante. Já o Goiás, sabendo que a sua luta é contra a degola, entrou à Jair Ventura para primeiro não perder e, aos poucos e empurrado pelo público, tomou coragem...

E o pênalti besta cometido por Velázquez em Apodi, convertido por Elvis, colocou o Goiás em vantagem e deixou Jair Ventura ainda mais à vontade para marcar atrás e explorar a velocidade nos contragolpes.

O que estava difícil para o Santos, piorou com as esdrúxulas alterações de Bustos, que matou qualquer chance de reação. E, não fosse o João Paulo, o Goiás poderia ter ampliado no contra-ataque.

A derrota é uma ducha de água fria e um choque de realidade, mas não pode ser motivo de desespero para a torcida santista. Já o vice-campeão goiano, que venceu a primeira como mandante no Brasileirão, conseguirá se manter fora da zona do rebaixamento se repetir a entrega e a performance da justa vitória sobre o Peixe.

O Santos volta a campo quarta, quando recebe o La Calera, pela Sul-Americana. O próximo compromisso do Goiás é o Bragantino, sábado, em Bragança Paulista.

Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL! É nóis no UOL!

Veja:

E me siga no Twitter e no Instagram.