PUBLICIDADE
Topo

Tinga

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

O meu último jogo, e agora?

Jogadores do Cruzeiro acompanham Tinga ser retirado do treino de maca após o ex-meia sofrer grave lesão em agosto de 2014 - Dionizio Oliveira/UOL
Jogadores do Cruzeiro acompanham Tinga ser retirado do treino de maca após o ex-meia sofrer grave lesão em agosto de 2014 Imagem: Dionizio Oliveira/UOL
Tinga

Tinga é um ex-jogador de futebol. Como profissional defendeu as cores do Grêmio, Internacional, Cruzeiro e da seleção brasileira. Atuou ainda em clubes da Alemanha, Portugal e Japão. Foi campeão da Libertadores, Recopa Sul-Americana, do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil. Hoje, Tinga é empresário e percorre o país fazendo palestras sobre empreendedorismo, mostrando como se faz "Gestão além da Planilha".

21/07/2021 04h00

Desde que deixei a diretoria do Cruzeiro, em 2017, recebo convites para escrever uma biografia - tive ao menos três propostas - e de produtoras de vídeos para produzir um curta para contar as minhas experiências. Então, comecei a estudar algumas histórias de vida sobre outros atletas de diferentes modalidades por meio de livros, filmes e seriados para ter alguma bagagem caso algum dia eu fosse fazer algo semelhante.

Depois de muito analisar, consultar e buscar uma forma para narrar as minhas vivências, lanço nesta quarta-feira (21) o TINGAcast. O projeto foi construído junto com os jornalistas Luciano Costa e Rafael Cechin, sócios na empresa Exponencial Pessoas & Negócios, Comunicação & MKT e que juntos possuem mais de 45 anos de experiência.

Foi uma jornada longa para tomar esta decisão, nunca me apeteceu fazer uma biografia porque boa parte das que eu conheci aborda o mundo do esporte de alto rendimento tem como objetivo ressaltar os feitos em competições para talvez ajudar mais os envolvidos neste universo ou sanar curiosidades dos fãs. Li relatos excelentes e acredito que existam outros fabulosos, mas não era isso que eu gostaria de passar. Meu foco sempre foi atingir outros grupos.

Paralelo a isso, sou constantemente procurado por atletas que já se aposentaram ou que estão prestes a deixar o futebol para saber as decisões que tomei e como fui conduzindo a minha cabeça, minha família e os meus negócios antes de, enfim, pendurar as chuteiras. Todos querem saber como foi esta mudança, essa virada de chave na minha vida que era dedicada quase que exclusivamente ao futebol.

Tinga ministra uma das suas palestras - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Tinga lança nesta quarta-feira a primeira temporada do seu podcast, intitulada 'Meu Último Jogo'
Imagem: Arquivo pessoal

O TINGAcast aborda uma transformação, de como a minha vida mudou e como enfrentei os medos para que isso fosse possível. Todos os segmentos de trabalho passam por situações como estas em algum momento, e até a própria pandemia acelerou essa transição. É preciso entender que esta insegurança sobre o novo é normal, mas precisamos enfrentá-las.

Fui juntando as minhas experiências para construir algo que eu pudesse ajudar qualquer pessoa que for escutar o meu podcast, assistir aos vídeos ou ler sobre a minha história, independente de qual esfera esteja inserida. Estou há seis anos longe do futebol e trabalhando com diferentes setores, visto que 99% deles não têm uma ligação com mundo da bola.

A primeira dúvida que surgiu foi como eu iria passar estes meus conhecimentos, uma vez que havia estudado apenas até a quinta série. Eu tinha 38 anos quando encerrei a carreira, em 2015. Deixei para trás quase duas décadas no futebol. Aposentado, ainda teria um grande desafio pela frente: estudar no supletivo EJA (Educação de Jovens e Adultos) em Porto Alegre. Então, não sabia como os colegas de sala iriam se portar diante de um ex-jogador que defendeu com afinco as camisetas dos dois maiores clubes do Rio Grande do Sul.

Trouxe todos estes receios e inseguranças para o projeto. Assim como faço nesta coluna no UOL Esporte, trago relatos de diferentes situações, como, por exemplo, as dificuldades que a minha mãe superou para criar a minha irmã e eu num bairro muito simples de Porto Alegre, a Restinga. Os episódios também trazem relatos de ex-jogadores, atletas que ainda estão em atividade, dirigentes, treinadores, preparadores físicos, entre outros, que participaram da minha vida.

Antes de decidir os temas de cada episódio, sobre o que seria abordado, tive longas conversas de mais de três horas com o Luciano Costa e o Rafael Cechin. Queria entender quais eram as percepções deles sobre a minha figura, mesmo que tivessem passado anos no meio do jornalismo acompanhando a minha trajetória. Ficou fácil entender nestes bate-papos quais os valores que deveriam ser entregues ao público que vai consumir este projeto.

Logo de cara deixei claro que em momento algum não queria intimidar as pessoas para ouvir/ver estes episódios, cadastrar no meu canal ou me seguir nas redes sociais em troca de sorteios de camisetas de futebol ou outros souvenires. Por ter confiança do que pretendo transmitir, desejo que as pessoas que forem acompanhar este trabalho tenham a ambição de buscar alguma transformação interna.

Todos os testemunhos das pessoas que participaram das gravações me emocionaram muito, porque você nunca sabe o quanto foi importante no período da vida de um amigo, de um companheiro de trabalho. Podemos achar que em determinadas situações só nós estamos aprendendo com alguém quando nos relacionamos com alguém mais experiente, mas acabamos nos surpreendendo anos depois ao descobrir o quanto foi gratificante aquele convívio para o outro lado também. Me marcou muito ao saber que eles carregam experiências que passamos juntos.

Tinga, novo gerente de futebol do Cruzeiro - Washington Alves/Light Press/Cruzeiro - Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Após se aposentador dos gramados, Tinga foi anunciado como gerente de futebol do Cruzeiro em dezembro de 2016
Imagem: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Primeiro episódio

Participei pouco da produção do conteúdo com os outros personagens dos episódios, apenas intermedeio os contatos. Mas fiquei muito emotivo quando escutei o testemunho do Rafael Pires, atualmente goleiro do Atlético-MG.

O episódio de estreia da primeira temporada intitulada 'Meu Último Jogo' (composta por dez capítulos) aborda o momento que decidi me aposentar depois de fraturar a tíbia e na fíbula da perna esquerda. Infelizmente, o Rafa foi protagonista do enredo porque a lesão ocorreu durante um treino do Cruzeiro numa disputa boba de bola com ele.

O Rafa se emociona muito ao lembrar do lance fatídico, quando ainda era um menino que lutava pelas primeiras oportunidades como profissional no Cruzeiro. Ele se lamentou por muito tempo por ter achado que havia acabado com a minha carreira, recordou como foi a nossa relação depois que eu virei dirigente no time mineiro e a sua primeira grande renovação de contrato comigo já como gerente de futebol.

O primeiro episódio ainda revela os bastidores do bicampeonato brasileiro do Cruzeiro, em 2013 e 2014, e conta com participações de outros jogadores e profissionais do elenco celeste, além de orientações profissionais sobre aposentadoria, formação de líderes e transição de carreira. Como não poderia ser diferente, também terão episódios abordando os períodos em que joguei no Grêmio, Internacional, Borussia Dortmund (ALE), Kawasaki Frontale (JAP) e Botafogo.

Os conteúdos serão distribuídos em multiplataformas e convido você a acompanhar o TINGAcast nos meus canais no YouTube, no Spotify, no Deezer, no Apple Podcast e no Superaudio.

Além do Rafa, mais de 30 outras personalidades do futebol que conviveram ou ainda convivem comigo também irão participar deste projeto, como Marcelo Grohe, Willian Bigode, Paulo Paixão, Celso Rotch, Léo, Maike...

Tem uma frase que gosto muito de utilizar para tentar resumir um pouco o que passei na construção deste meu novo projeto: "é mais fácil ser idolatrado por pessoas distantes que ser respeitado por pessoas próximas".

*Com colaboração de Augusto Zaupa

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL