PUBLICIDADE
Topo

Tales Torraga

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

'Frio e calculista'. Por que os argentinos falam de Romarinho até hoje

Romarinho faz o gol de empate durante o Boca Juniors x Corinthians na final da Libertadores da América 2012 - Daniel Augusto Jr.
Romarinho faz o gol de empate durante o Boca Juniors x Corinthians na final da Libertadores da América 2012 Imagem: Daniel Augusto Jr.
Tales Torraga

Jornalista e escritor, Tales Torraga nasceu em Mogi das Cruzes (SP), mas é, segundo os colegas, "mais argentino que os próprios argentinos". Morou em Buenos Aires e Montevidéu, girou pela imprensa brasileira e portenha e escreveu 15 livros ? o último deles, Copa Loca, é sobre a...Argentina nos Mundiais.

Colunista do UOL

16/05/2022 04h04

Boca Juniors e Corinthians se enfrentam amanhã (17), na mítica Bombonera, pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores da América. A partida das 21h30 (de Brasília) traz lembranças incômodas aos torcedores do Boca, e um personagem dos mais surpreendentes segue marcando presença nas conversas sobre futebol em Buenos Aires.

O jogador em questão é o ex-atacante Romarinho, hoje no Al-Ittihad, da Arábia Saudita. Campeão com o Corinthians da Libertadores de 2012, em cima do próprio Boca, ele entrou para a história ao sair do banco e marcar o gol do empate por 1 a 1 na Bombonera na partida de ida daquela decisão.

Foi o primeiro toque de Romarinho na bola naquela decisão — e a sua finalização perfeita para as redes do goleiro Orion é um exemplo de frieza e oportunismo quando o assunto é a eficiência de um reserva em um momento crucial.

roma - Divulgação/Site oficial do Fortaleza - Divulgação/Site oficial do Fortaleza
Romarinho, atacante do Fortaleza
Imagem: Divulgação/Site oficial do Fortaleza

Outro Romarinho

As marcas de Romarinho na Argentina são tão resistentes que geraram até uma gafe na Libertadores deste ano. Nos dois jogos do Fortaleza contra o River Plate, a transmissão da rádio La Red, a líder em esportes em Buenos Aires, afirmou que o Romarinho hoje no Tricolor do Ceará era aquele que surpreendeu o Boca há dez anos.

São jogadores diferentes. O Romarinho hoje no Fortaleza sequer jogava em 2012 — estreou no ABC em 2013 e depois defendeu o Fluminense até integrar o elenco do Fortaleza em agosto de 2018.

Uma outra confusão bastante repetida pelas TVs e rádios da Argentina com respeito ao Romarinho corintiano é sobre seu parentesco com o tetracampeão Romario. Costuma-se ouvir na Argentina que Romarinho é primo de Romario, mas ambos não são da mesma família.

Quando o assunto são as infinitas discussões entre torcedores, Romarinho também é citado para rebater a "mística da Bombonera".

É comum um torcedor do River Plate ou do Independiente usar o exemplo do corintiano para rebater que a Bombonera é um "estádio comum, que não mete medo em ninguém".

Na hora de "tremer, pulsar e intimidar", afinal, nem todo o fervor da torcida do Boca em uma decisão foi suficiente para impedir o histórico lance "frio e calculista", como gozam os rivais — reforçando que o "frio", neste caso, era por Romarinho ter acabado de sair do banco de reservas...