PUBLICIDADE
Topo

Tales Torraga

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Carlitos Tevez: 'Quero fazer um jogo de despedida pelo Corinthians'

Tevez comemora a conquista do título brasileiro de 2005 pelo Corinthians - Bruno Domingos/Reuters
Tevez comemora a conquista do título brasileiro de 2005 pelo Corinthians Imagem: Bruno Domingos/Reuters
Tales Torraga

Jornalista e escritor, Tales Torraga nasceu em Mogi das Cruzes (SP), mas é, segundo os colegas, "mais argentino que os próprios argentinos". Morou em Buenos Aires e Montevidéu, girou pela imprensa brasileira e portenha e escreveu 15 livros ? o último deles, Copa Loca, é sobre a...Argentina nos Mundiais.

Colunista do UOL

29/01/2022 09h44Atualizada em 29/01/2022 10h59

Prestes a completar 38 anos (no próximo dia 5), Carlitos Tevez planeja uma "turnê" de despedida e uma última partida com a camisa do Corinthians. Foi o que o argentino contou ontem (28) à ESPN de seu país durante a "Noite Amarela", evento organizado pelo Barcelona do Equador.

"Quero encerrar este capítulo", disse, sobre sua carreira profissional. "Organizar uma entrevista coletiva, dizer que não vou jogar mais. [Fazer um jogo de despedida] No Corinthians, Juventus, Manchester City e depois ir ao Boca e encerrar tudo como sempre sonhei", afirmou.

Carlitos está em Guayaquil como convidado do Barcelona, que neste sábado vai apresentar seu elenco para a temporada 2022. Um indício de um retorno seu aos gramados como profissional? "Deixei de jogar há sete meses, estou aproveitando a família e os amigos, só quero curtir um pouco deste clima aqui [nos campos do Equador] que fez tanto sentido para mim."

Tevez jogou profissionalmente pelo Boca até junho de 2021. Na ocasião, convocou uma entrevista em Buenos Aires para dizer que deixava o clube xeneize, mas não falou de aposentadoria. "Não sei o que vou fazer no futuro, por enquanto só sei que quero ser pai, filho, marido. Fisicamente, estou pronto para continuar, mas mentalmente não."

Altos e baixos no Corinthians

Tevez chegou ao Corinthians com apenas 21 anos. Disputou 76 jogos e fez 46 gols pelo clube entre 2005 e 2006. Foi campeão brasileiro em 2005 e cravou seu nome no coração da torcida, mas viveu dias turbulentos na equipe, segundo contou à TV TyC Sports no começo do ano passado.

"Não foi fácil quando cheguei ao Corinthians. Cheguei como um ídolo e com um salário alto. Era como estar em uma prisão, pois você tinha que se fazer respeitar como um argentino. Tem hora que o brasileiro não liga pra ganhar nem perder", disse.

Se sua chegada foi difícil, a saída também.

Quem viu, dificilmente esquece. O Corinthians recebia o Fortaleza no Morumbi em uma noite de sábado, 22 de julho de 2006, brigando para fugir da lanterna do Brasileirão. O jogo terminou 2 a 2, e Carlitos Tevez, autor do segundo gol corintiano, comemorou levando a mão direita à boca, pedindo silêncio aos 7.955 pagantes. A cena foi a escolhida pelo jogador para simbolizar a passagem pelo Corinthians no mural de sua casa.

A pintura foi feita por Martín Ron, muralista argentino mundialmente reconhecido, que já havia feito ao jogador uma pintura gigante do Fuerte Apache, a favela onde o jogador cresceu em Buenos Aires. "Tudo isso aqui ajuda a me motivar", contou Tevez, visivelmente orgulhoso da obra do pintor que retratou as origens e o desenrolar da sua carreira nos gramados.

As demais imagens mostradas por Carlitos em seu mural são mais alegres, como os títulos pelo Manchester United e Manchester City e suas boas fases na Juventus, na seleção argentina e no Boca Juniors.