PUBLICIDADE
Topo

Tales Torraga

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Por que o apelido do novo técnico do Inter é 'Cacique'?

Alexander "Cacique" Medina, uruguaio que será treinador do Internacional em 2022 - Reprodução TV
Alexander "Cacique" Medina, uruguaio que será treinador do Internacional em 2022 Imagem: Reprodução TV
Tales Torraga

Jornalista e escritor, Tales Torraga nasceu em Mogi das Cruzes (SP), mas é, segundo os colegas, "mais argentino que os próprios argentinos". Morou em Buenos Aires e Montevidéu, girou pela imprensa brasileira e portenha e escreveu 15 livros ? o último deles, Copa Loca, é sobre a...Argentina nos Mundiais.

Colunista do UOL

28/12/2021 08h43Atualizada em 28/12/2021 09h07

O Internacional já tem um treinador para a temporada de 2022. Na tarde de ontem (27), a equipe anunciou a contratação do técnico uruguaio Alexander "Cacique" Medina, de 43 anos, ex-Talleres, da Argentina. O contrato vai até dezembro 2022.

E por que o seu apelido é "Cacique"?

Medina é chamado assim no Uruguai desde o começo da sua carreira de jogador, na virada do século. Era um atacante de "potência e caráter, um técnico em campo que comandava os seus colegas". Sua carreira transcorreu com solidez (e sem muito brilho, é verdade) em clubes como os uruguaios Liverpool, River Plate e Nacional, e o Cádiz, da Espanha.

Durão?

Medina sempre fez questão de ressaltar que aprecia a disciplina, mas não a impõe aos seus jogadores. O torcedor colorado pode esperar um técnico firme, mas não um obcecado que impõe suas regras a todo custo.

"Sou muito próximo aos atletas, gosto de falar de tudo com eles, não só sobre futebol", comentou Medina no ano passado ao jornal argentino "La Nación". Uma outra característica sua é conceder pouquíssimas entrevistas, sendo um dos técnicos mais reservados de todo o futebol no país vizinho.

"Mas sempre deixo claro que não sou amigo dos jogadores. Esclareço também que a disciplina é necessária em outros aspectos, como a alimentação e a imagem fora de campo."

Medina tem quatro filhos (duas mulheres, de 2 e 3 anos, e dois homens, de 16 e 18 anos), que vivem em Montevidéu. Nos tempos de Córdoba, recebeu todos em uma casa perto do CT do Talleres - outra característica sua bastante reforçada na Argentina era a sua simplicidade.

Outras definições reiteradas sobre Medina na imprensa argentina, especialmente a de Córdoba, onde ficava o Talleres, era "capacidade de liderança" e "influência sobre os jogadores", porque "parou de jogar há pouco tempo e se colocava na pele dos seus atletas antes de tomar alguma decisão".

Amigo de Gallardo

Outro item bastante explorado da personalidade de Medina na Argentina é a sua proximidade com Marcelo Gallardo, lenda do River Plate. Ambos jogaram juntos no Nacional do Uruguai há dez anos, quando Gallardo trocou as chuteiras pelas pranchetas e escolheu Medina justamente como seu capitão.

mune - Reprodução Olé - Reprodução Olé
Marcelo Gallardo abraça Cacique Medina, técnico do Talleres
Imagem: Reprodução Olé

Gallardo e Medina se enchem de elogios em declarações públicas. "Torço por ele, quero que vá bem porque merece, é um grande cara", costuma responder Marcelo sempre que é perguntado sobre o hoje técnico do Inter.

"Não preciso falar sobre sua capacidade porque seus feitos estão aí para qualquer um analisar", define Cacique, falando sobre o treinador que mudou a história do River.

Medina era um dos favoritos a ocupar o lugar de Gallardo no River caso decidisse sair de Núñez na temporada 2022, a sua oitava à frente do gigante argentino.