PUBLICIDADE
Topo

Tales Torraga

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Ex-ator de filmes e segurança de boate: quem é o árbitro de Fla x Palmeiras

Néstor Pitana  - EFE/EPA/MARIO CRUZ
Néstor Pitana Imagem: EFE/EPA/MARIO CRUZ
Conteúdo exclusivo para assinantes
Tales Torraga

Jornalista e escritor, Tales Torraga nasceu em Mogi das Cruzes (SP), mas é, segundo os colegas, "mais argentino que os próprios argentinos". Morou em Buenos Aires e Montevidéu, girou pela imprensa brasileira e portenha e escreveu 15 livros ? o último deles, Copa Loca, é sobre a...Argentina nos Mundiais.

Colunista do UOL

28/10/2021 04h00

A Conmebol anunciou ontem (27) que o argentino Néstor Pitana será o árbitro da final da Libertadores, entre Palmeiras e Flamengo, no dia 27 de novembro, no Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai. Responsável por comandar a abertura e a decisão da última Copa do Mundo, realizada em 2018 na Rússia, Pitana tem um currículo dos mais inusitados.

Ele já foi jogador de futebol, basquete, professor de educação física, ator em filme argentino, socorrista e segurança de boate.

O árbitro argentino está com 46 anos e tem 46.000 histórias para contar. Nascido em um povoado chamado Corpus Christi (com só 3 mil habitantes na província de Misiones), logo adolescente jogou basquete e futebol em vários clubes - sua família era radicalmente contra. Como tinha 1,92 metro, chegou até a seleção da sua província. No futebol, só ficou mesmo em clubes pequenos da sua localidade, como Guaraní Franco e Textil Mandiyú.

pita - Reprodução Infobae - Reprodução Infobae
Árbitro da final da Libertadores, Néstor Pitana já foi jogador de basquete
Imagem: Reprodução Infobae

Já adulto e precisando de dinheiro, se formou professor de educação física, atuou como carcereiro no filme "La Furia", de 1997, foi socorrista e também segurança de uma boate. Cabeludo, com os fios abaixo da cintura, seu apelido era "Pé Grande".

Estreou como árbitro na liga da província de Misiones em 2006, virando profissional da AFA em 2007 e da Fifa em 2010. Esteve na Copa do Mundo de 2014, no Brasil, e realizou o sonho de apitar a final do Mundial de 2018. "Foi a maior emoção desde que me avisaram que eu seria pai", definiu.

"VARsil"

Pitana vem de uma pesada polêmica na vitória do Brasil contra a Colômbia em jogo válido pela última Copa América. O primeiro ponto levantado foi no 1 a 1 para o Brasil, quando Neymar fez um passe que acertou o juiz. No desenrolar da jogada, Firmino deixou tudo igual.

pita - Staff Images/CONMEBOL - Staff Images/CONMEBOL
Nestor Pitana, árbitro do jogo entre Flamengo e Palmeiras
Imagem: Staff Images/CONMEBOL

Os jogadores da Colômbia pediram a revisão do VAR, justamente por Pitana ter interferido na jogada. Porém, o gol foi validado, o que detonou a ira dos colombianos que passaram a ironizar a marcação com o trocadilho "VARsil".

Depois de todo o alvoroço causado pelo gol, o árbitro deu 10 minutos de acréscimo. No último lance do jogo, Casemiro marcou de cabeça e deu a vitória para a seleção brasileira.

Na Argentina, Pitana é criticado pela arrogância ao tratar jogadores e pela truculência nas marcações. Não são poucos os que veem que a final de Copa do Mundo "lhe subiu à cabeça".

Errata: o texto foi atualizado
A foto anteriormente publicada como destaque na matéria não era de Nestor Pitana, mas sim do ator Clancy Brown. O erro foi corrigido.