PUBLICIDADE
Topo

Tales Torraga

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Jogos de tênis e férias com os amigos: a nova vida de Crespo longe do SPFC

Hernán Crespo acompanha o Challenger de Buenos Aires - Divulgação Challenger BA
Hernán Crespo acompanha o Challenger de Buenos Aires Imagem: Divulgação Challenger BA
Conteúdo exclusivo para assinantes
Tales Torraga

Jornalista e escritor, Tales Torraga nasceu em Mogi das Cruzes (SP), mas é, segundo os colegas, "mais argentino que os próprios argentinos". Morou em Buenos Aires e Montevidéu, girou pela imprensa brasileira e portenha e escreveu 15 livros ? o último deles, Copa Loca, é sobre a...Argentina nos Mundiais.

Colunista do UOL

26/10/2021 04h00

Duas semanas depois de sair do São Paulo, Hernán Crespo está circulando por Buenos Aires com a cabeça certamente bem mais arejada. Nada de fazer contas para a Série B ou ouvir queixas sobre Pablo ou Thiago Volpi. O treinador argentino foi visto nos últimos dias no Racket Club, no charmoso bairro de Palermo, acompanhando os jogos de tênis do Challenger de Buenos Aires, vencido pelo compatriota Sebastián Báez.

Crespo estava ao lado de Santiago Hirsig, seu agente e amigo de longa data, com quem se reúne frequentemente na capital portenha. Quando ambos não estão juntos, Hernán passa o tempo matando uma outra vontade. Ele e seus assistentes analisam vídeos e publicações especializadas para se atualizar sobre o que vem sendo feito principalmente no futebol argentino, aproveitando a localidade e a fase final do torneio local. É um "repouso ativo", como definem, mas o descanso entre amigos tem data para acabar: a virada do ano.

mune - Reprodução TV - Reprodução TV
Gallardo e Crespo conversam às escuras no estádio do Banfield
Imagem: Reprodução TV

Crespo educadamente negou o convite do San Lorenzo na semana passada para ser o técnico da equipe. Hernán era torcedor do clube de Boedo quando criança, mas a proposta não o seduziu porque ele quer tirar um descanso depois da alta voltagem são-paulina. E na Argentina são muitos os que dizem também que esta pausa é providencial para ele estar disponível ao River Plate caso o técnico Marcelo Gallardo resolva terminar seu ciclo de sete anos e meio à frente da equipe de Núñez justamente neste fim de dezembro.

Crespo foi revelado como jogador nas divisões de base do River, e sempre disse que um dos seus sonhos era treinar a equipe. Resta saber agora se Gallardo realmente sairá e se o clube vai se interessar pelos seus trabalhos.

A proximidade da definição é uma das razões de Hernán ainda não ter dado nenhuma entrevista à imprensa argentina desde sua chegada a Buenos Aires. De bom trato com jornalistas e produtores dos programas de rádio e TV, Crespo é figurinha fácil nas programações, e muitos aguardam suas declarações para pescar mais informações sobre seus próximos movimentos.

Tão competente para dar entrevistas como era para fazer seus gols, Hernán sabe que corre o risco de ter alguma declaração mal interpretada, daí também a pausa para organizar as ideias antes de voltar a fazer declarações públicas.

O ex-treinador do São Paulo avalia também uma viagem à Europa para acompanhar as três filhas e tomar contato com os clubes que disputam as principais ligas do continente —uma decisão a respeito, porém, está em segundo plano. O momento pede respiro para encarar em 2022 um desafio que deve ser ainda maior que o 2021 são-paulino.