PUBLICIDADE
Topo

Tales Torraga

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Tudo sobre o River: como time de Gallardo vai tentar o terceiro "Mineirazo"

River Plate entra no Monumental de Núñez para enfrentar o Vélez Sarsfield no último sábado - Divulgação CARP
River Plate entra no Monumental de Núñez para enfrentar o Vélez Sarsfield no último sábado Imagem: Divulgação CARP
Conteúdo exclusivo para assinantes
Tales Torraga

Jornalista e escritor, Tales Torraga nasceu em Mogi das Cruzes (SP), mas é, segundo os colegas, "mais argentino que os próprios argentinos". Morou em Buenos Aires e Montevidéu, girou pela imprensa brasileira e portenha e escreveu 15 livros ? o último deles, Copa Loca, é sobre a...Argentina nos Mundiais.

Colunista do UOL

18/08/2021 04h00

A coluna repassa os titulares do River Plate contra o Atlético-MG hoje (18), às 21h30 (de Brasília), no Mineirão, pelas quartas de final da Libertadores da América. A partida de ida, na última quarta em Buenos Aires, terminou 1 a 0 para os brasileiros, que agora desafiam o histórico de classificações do River em Belo Horizonte. Marcelo Gallardo e companhia sabem bem o que é calar o Mineirão - levaram a melhor no estádio lotado diante do Cruzeiro em duas ocasiões, em 2015 (3 a 0 nas quartas) e 2019 (vitória nos pênaltis nas oitavas).

DEFESA
É um dos melhores momentos do setor no ano, em que pese a saída do ótimo lateral-direito Gonzalo Montiel, negociado com o Sevilla. A dupla de zaga é jovem, raçuda e técnica, e a presença de Milton Casco traz a experiência e segurança de um dos líderes silenciosos desta equipe nos últimos tempos.

FRANCO ARMANI - 34 anos - 1,89m / 89kg - no River desde fev.18
Mostrou no jogo de ida por que é um dos melhores goleiros da história recente do River. Um dos emblemas da equipe, costuma crescer em decisões, e hoje é o jogo perfeito para ele calar os críticos que tiraram a paciência até da sua mulher grávida.

MILTON CASCO - 33 anos - 1,69m / 70kg - no River desde set.15
Lateral-esquerdo improvisado na direita e ainda assim o melhor em campo na vitória por 2 a 0 sobre o Vélez Sarsfield no último sábado pelo Campeonato Argentino. É técnico e combativo. Deve segurar a defesa para os avanços de Angileri pela esquerda.

PAULO DÍAZ - 26 anos - 1,78m / 75kg - no River desde ago.19
Vive seu auge no River. Está mais esperto e demonstra um raro espírito de liderança para um jogador chileno, geralmente mais introvertido na Argentina. Veloz, técnico ao distribuir o jogo e perigoso nas cabeçadas no ataque.

DAVID MARTÍNEZ - 23 anos - 1,85m / 79kg - no River desde fev.21
O paraguaio está mostrando por que é presença constante na seleção do seu país. Exibe o mesmo nível e as mesmas virtudes de Paulo Díaz. Só precisa melhorar no jogo aéreo defensivo.

FABRIZIO ANGILERI - 26 anos - 1,84m / 74kg - no River desde mar.19
Está um pouco combalido depois do pontapé brutal recebido por Nacho Fernández na ida. É rápido, eficiente nos cruzamentos e chuta bem, mas costuma dar espaço nas suas costas quando avança.

MEIO-CAMPO
Perde demais sem Enzo Pérez (três amarelos), o técnico que Gallardo tem em campo. Sem muitas garantias defensivas ou na criação. Exímio meia, Gallardo tem ataques de fúria ao ver o setor oscilar tanto.

BRUNO ZUCULINI - 28 anos - 1,82m / 76kg - no River desde jan.18
Intenso demais, pode fazer a diferença tanto para o bem, marcando um golaço, quanto para o mal, dando uma entrada sem sentido que lhe renda uma expulsão. É raçudo e costuma contagiar os colegas.

ENZO FERNÁNDEZ - 20 anos - 1,78m / 74kg - no River desde jun.21
Brilhou no Defensa com Crespo e foi pedido por Gallardo antes do fim do seu empréstimo. Parece ter enfim se soltado. Virou o cobrador de pênaltis com a saída de Montiel e fez um dos gols na vitória de sábado contra o Vélez.

mune - Divulgação CARP - Divulgação CARP
Marcelo Gallardo entra no Monumental de Núñez pela Libertadores
Imagem: Divulgação CARP

NICOLÁS DE LA CRUZ - 24 anos - 1,67m / 65kg - no River desde set.17
Chega avariado por uma persistente dor muscular. Já jogou bem mais do que nesta temporada, mas ainda é capaz de gerar tabelinhas interessantes ou bolas paradas que terminem em gol.

JULIAN ÁLVAREZ - 21 anos - 1,70m / 68kg - no River desde out.18
Entra no lugar de Carrascal, o titular na partida de ida que esgotou de vez a paciência de Gallardo. É atacante de origem, mas consegue atuar bem nesta função pois tem técnica, rapidez e inteligência, além de uma capacidade de finalização que o levou à seleção argentina com todos os méritos.

ATAQUE
Vai jogar com o que tem de melhor, e a necessidade de fazer gols para ficar com a vaga põe pressão extra em uma dupla que alia técnica e raça e não deixa a desejar aos grandes "duos" artilheiros do ciclo Gallardo (incluindo de Cavenaghi e Téo Gutierrez até Alario e Driussi ou Pratto e Scocco).

MATÍAS SUÁREZ - 33 anos - 1,83m / 77kg - no River desde jan.19
É o melhor jogador em atividade na Argentina. Elegante demais, encanta até as torcidas adversárias. Está voltando de lesão, foi cuidado no sábado contra o Vélez e está com toda a fome para ser o herói da vez.

BRAIAN ROMERO - 30 anos - 1,75m / 71kg - no River desde jul.17
Fez gol no fim de semana e mostrou que o oportunismo demonstrado no Defensa permite que ele sonhe com a vaga às semifinais. Chegou a ter 20 gols em 20 jogos internacionais. É um goleador e tanto. Merece uma noite épica.

TÉCNICO

MARCELO GALLARDO - 45 anos - no River desde jun.14
Lenda viva no River Plate e no futebol argentino, pode fazer hoje a despedida da Libertadores no comando do clube dos seus amores. Anda demonstrando irritação demais e ninguém aposta um peso furado na sua permanência na cada vez mais caótica Argentina (seu contrato termina em dezembro). Nem um técnico de elite mundial como ele é capaz de montar tantos times diferentes mediante as vendas e as dificuldades econômicas do clube. Seu esquema atual será o 4-1-3-2, como na última quarta.

Gallardo ostenta um histórico de viradas contra brasileiros na Libertadores. Em 2015, como citamos, superou o Cruzeiro no Mineirão por 3 a 0 depois de perder por 1 a 0 no Monumental. Em 2018, na semifinal contra o Grêmio, alcançou uma cardíaca reviravolta por 2 a 1 depois de também ser batido por 1 a 0 em solo portenho.

Não valeu vaga, mas também teve a última semifinal, ante o Palmeiras (3 a 0 em Avellaneda e 2 a 0 em São Paulo). Convém ao Galo não relaxar.