PUBLICIDADE
Topo

Tales Torraga

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Argentinos aplaudem Roger Machado contra River: "Surpreendeu até Gallardo"

Roger Machado, técnico do Fluminense, durante partida contra o River Plate pela Libertadores - Lucas Mercon/Fluminense
Roger Machado, técnico do Fluminense, durante partida contra o River Plate pela Libertadores Imagem: Lucas Mercon/Fluminense
Tales Torraga

Jornalista e escritor, Tales Torraga nasceu em Mogi das Cruzes (SP), mas é, segundo os colegas, "mais argentino que os próprios argentinos". Morou em Buenos Aires e Montevidéu, girou pela imprensa brasileira e portenha e escreveu 15 livros ? o último deles, Copa Loca, é sobre a...Argentina nos Mundiais.

Colunista do UOL

23/04/2021 12h00

O 1 a 1 do Fluminense com o River Plate no Maracanã levou a imprensa argentina a duas reflexões: 1) O River acostumou tão mal sua torcida que agora um empate no Brasil soa como um resultado pobre. 2) Tão badalados, os técnicos argentinos tiveram um adversário à altura em Roger Machado.

A primeira pensata vem do resultado: "É um River que controla, mas que não agride. E isso no futebol atual é quase uma conversa furada, é preciso converter sua superioridade em gols", ressaltou o narrador Gabriel Anello, da Rádio Mitre, a mais ouvida em Buenos Aires."Importante ressaltar que sempre que o River foi campeão, jamais começou a Libertadores ganhando, não precisamos também sair quebrando tudo. Só o primeiro jogo, nada mais."

As transmissões de rádio seguem muito fortes na Argentina, que por cultura ainda valoriza mais o conteúdo que chega pelo fone de ouvido do que pelas telas das redes sociais. E foi a transmissão de outra rádio importante, a La Red, que enalteceu o trabalho de Roger Machado, lembrando que ele venceu o Boca Juniors em plena Bombonera na Libertadores 2018 com o Palmeiras.

"É um técnico muito competente que sabe jogar esse tipo de partida", destacou o narrador Walter Nelson, um dos mais importantes de todo o país (no rádio, ele e Victor Hugo Morales são os principais). "O Fluminense melhorou depois das suas mexidas. E isso só aconteceu porque ele surpreendeu Gallardo, que não conseguiu responder a esta evolução."

"Até Gallardo, que é o senhor Libertadores dos últimos anos."

Gustavo López, comentarista da La Red na partida do Maracanã, apontou uma falência crônica deste River: "Não dá para acreditar que o time fique tão desprotegido na defesa em pleno Rio de Janeiro", alertou. "É ver isso e logo se lembrar daquela final perdida contra o Flamengo. Esta é a maior limitação deste River. Joga sempre da mesma maneira, atacando e atacando, e não sabe conservar o que conquista em campo."

Antes dado a ironias, e agora bem mais ponderado que nas décadas passadas, o diário "Olé" que está agora nas bancas de Buenos Aires também traz elogios a Roger Machado - mas muito mais pela sua luta contra o racismo do que pela sua atuação de ontem contra o River.

"Fez toda a sua capacitação e é um apaixonado por estudo. Tanto que financia um projeto de literatura para autores da raça negra. Ele, de fato, joga fora dos gramados uma partida muito mais difícil de ganhar, levando adiante a bandeira da consciência social", traz o excelente perfil que pode ser lido na íntegra aqui.

Outra ótima leitura é o especial do UOL Esporte sobre Roger e o racismo, aqui.