PUBLICIDADE
Topo

Tales Torraga

'A mãe viu tudo'. Advogado diz que maconha afastou Maradona de filho caçula

Conteúdo exclusivo para assinantes
Tales Torraga

Jornalista e escritor, Tales Torraga nasceu em Mogi das Cruzes (SP), mas é, segundo os colegas, "mais argentino que os próprios argentinos". Morou em Buenos Aires e Montevidéu, girou pela imprensa brasileira e portenha e escreveu 15 livros ? o último deles, Copa Loca, é sobre a...Argentina nos Mundiais.

Colunista do UOL

02/02/2021 12h00

Era 6 de outubro, e relatamos a "nova vida de Maradona, 20 kg a menos, dieta e caminhadas ao lado do filho caçula". Três semanas depois, no aniversário de 60 anos, Diego, foi visto andando e falando com dificuldades.

marado - Acervo pessoal - Acervo pessoal
Maradona e Dieguito Fernando
Imagem: Acervo pessoal

O que aconteceu neste intervalo? Em entrevista ao programa Intratables, da TV América, Mario Baudry, advogado de Dieguito Fernando (caçula de Maradona), começou a lançar luz sobre a rotina do ex-jogador em suas últimas semanas em La Plata, onde treinava o Gimnasia y Esgrima.

"O que vou contar está na investigação", começou o advogado, que é também namorado de Verónica Ojeda, mãe de Dieguito. "Um dia, Verónica chega à casa e vê Maradona muito mal. Verónica brigou com todos lá, inclusive chamando quem deveria cuidar de Maradona contando tudo. Havia maconha em cima da mesa. Tudo está gravado. Verónica viu tudo e fez a denúncia."

O programa imediatamente destacou que era a primeira vez que alguém falava de maconha para Maradona, tristemente conhecido pela dependência em cocaína e álcool, também consumido na ocasião citada. O advogado reforçou: "Havia maconha em cima da mesa. Sim, [o cigarro] era para Maradona. Verónica chama uma pessoa, muito irritada, e fala que 'Diego estava muito mal'. Era a primeira vez que o via assim. Ela foi com Dieguito. Os áudios da investigação respondem com conhecimento de causa que havia maconha."

A situação decretou o distanciamento óbvio de Dieguito - que no próximo dia 13 completará oito anos - e Maradona. Os dois se viram pela última vez numa noite de segunda-feira, a penúltima da vida do ex-jogador. Dieguito se jogou na cama para dormir com Maradona, e a mãe, vendo o ex-jogador prostrado e sem tomar banho, levou a criança para casa - a pedido do próprio astro.

Maradona foi encontrado morto na quarta-feira, e sua autópsia não indicou consumo de drogas. "Autópsias só mostram o que buscam. Se buscam cocaína e álcool, não vão encontrar maconha", desconfiou Fabián Doman, apresentador do programa, sem manifestações contrárias do advogado.