PUBLICIDADE
Topo

Tales Torraga

Tudo sobre o River: como time de Gallardo busca virada histórica no Allianz

Nacho Fernández, Borré e Álvarez comemoram gol pelo River - Divulgação CARP
Nacho Fernández, Borré e Álvarez comemoram gol pelo River Imagem: Divulgação CARP
Tales Torraga

Jornalista e escritor, Tales Torraga nasceu em Mogi das Cruzes (SP), mas é, segundo os colegas, "mais argentino que os próprios argentinos". Morou em Buenos Aires e Montevidéu, girou pela imprensa brasileira e portenha e escreveu 15 livros ? o último deles, Copa Loca, é sobre a...Argentina nos Mundiais.

Colunista do UOL

12/01/2021 04h01Atualizada em 12/01/2021 09h50

A coluna repassa agora cada um dos titulares do River Plate contra o Palmeiras hoje no Allianz Parque. O time precisa de 3 a 0 para levar a disputa para os pênaltis ou 4 a 0 ou 4 a 1 para se classificar no tempo normal.

DEFESA
Tomou sete gols nos últimos três jogos e é, mais que nunca, o ponto fraco da equipe. Como a pressão aos adversários começa ainda no campo rival, os zagueiros jogam longe do próprio gol, permitindo jogadas como a do 2 a 0 do Palmeiras na semana passada.

FRANCO ARMANI - 34 anos - 1m89 / 89 kg - no River desde fev.18
Falhou feio nos dois últimos jogos e vive seu pior momento no clube. Foi, porém, bancado por Marcelo Gallardo na coletiva de ontem, confiando em sua recuperação e em uma nova grande atuação. É bom pegador de pênaltis.

GONZALO MONTIEL - 24 anos - 1m75 / 70 kg - no River desde abr.16
Lateral-direito, foi um dos que se salvaram na desastrosa atuação coletiva da semana passada. Tem seis assistências nesta Libertadores e vem apoiando o ataque cada vez melhor. A Roma deve ser seu próximo destino - e em breve.

ROBERT ROJAS - 24 anos - 1m76 / 75 kg - no River desde fev.19
O zagueiro paraguaio está tão em xeque quanto Armani. É veloz, mas lhe falta a dureza pedida por Gallardo no Superclássico contra o Boca. Também tem boa impulsão. Joga muito mais do que vem demonstrando.

JAVIER PINOLA - 37 anos - 1m80 / 79 kg - no River desde ago.16
Deve ser o capitão da equipe e vai continuar no lugar do distraído chileno Paulo Díaz. Tem espírito de decisão, liderança e experiência, mas vai precisar confiar muito em sua antecipação. Na velocidade, será presa fácil. Salta bem e não pensa duas vezes antes de desferir pontapés.

FABRIZIO ANGILERI - 26 anos - 1m84 / 74 kg - no River desde mar.19
O lateral-esquerdo se recuperou de uma lesão na coxa e atuou discretamente na derrota por 2 a 0 para o Independiente no sábado. Seu estilo é mais ofensivo que o de Casco, titular na ida. Suas subidas devem gerar muito espaço para as investidas do Palmeiras.

MEIO-CAMPO
Boa notícia: Enzo Pérez não jogou sábado na Copa Maradona e está descansado e desesperado para dar tudo como sempre. A má: Nacho Fernández voltou a atuar mal - De La Cruz oscila e Álvarez é uma incógnita.

ENZO PÉREZ - 34 anos - 1m78 / 77 kg - no River desde jul.17
É o técnico que o River tem em campo, com plenas capacidades no passe e nos desarmes. A velocidade já não é a mesma, mas seu posicionamento no gramado é dos melhores já vistos nos campos argentinos.

NACHO FERNÁNDEZ - 31 anos - 1m82 / 67 kg - no River desde jan.16
Tem condições de desequilibrar no fôlego, na armação e nas chegadas ao gol rival, mas vem mal desde que sofreu uma lombalgia no começo de dezembro.

NICOLÁS DE LA CRUZ - 23 anos - 1m67 / 65 kg - no River desde set.17
Sua qualidade de armação - é explosivo e ativo - depende da boa sintonia com os volantes. Tem capacidade para fazer golaços de longe ou de bola parada. Mas também desaparece dos jogos, e não raramente.

JULIÁN ÁLVAREZ - 20 anos - 1m70 / 68 kg - no River desde out.19
Joga no lugar do expulso Carrascal, e seu estilo pouco lembra o do "Neymar colombiano". Tem maior capacidade para roubar a bola e maior oportunismo para definir. Marcou cinco gols nesta Libertadores.

ATAQUE
Arrasou ao chegar à semifinal com 31 gols marcados nesta Libertadores, mas não balançou as redes nenhuma vez nas duas últimas partidas. Reverter o placar da ida é uma pressão inédita para o setor.

RAFA SANTOS BORRÉ - 25 anos - 1m74 / 69 kg - no River desde ago.17
Lutador, marrento, ríspido com os zagueiros, é o "atacante uruguaio" que o time tem - com as qualidades que caracterizam a Colômbia, seu país de nascimento. Os cabeceios e as finalizações ainda oscilam, como vimos nas chances perdidas na primeira partida.

MATÍAS SUÁREZ - 32 anos - 1m83 / 77 kg - no River desde jan.19
É elegante demais e às vezes efetivo de menos. É bem provável que recue um pouco e permita que Álvarez chegue mais à área. Sua categoria, porém, tem capacidade de definir não só a partida, mas a classificação.

TÉCNICO

MARCELO GALLARDO - 44 anos - no River desde jun.14
Passou a ser muito criticado na Argentina por "querer tudo e não conseguir nada". Sua estratégia de levar os titulares a campo tanto na Copa Maradona quanto na Libertadores vem se demonstrando ineficaz, pois já deu adeus ao campeonato local e está prestes a se despedir da competição continental. Já brilhou em situações que também eram muito difíceis, e seu repertório de sucesso não pode ser apagado depois de uma semana ruim.

Uma opção que ganhou força nas TVs argentinas na noite de ontem era Marcelo escalar também Paulo Díaz na defesa, saindo Julián Álvarez da equipe - a entrada do meia-atacante ficaria para o desenrolar da partida, evitando ser agressivo demais desde cara. Caso Díaz realmente entre, o River iria para um 3-5-2, com Rojas, Díaz e Pinola no fundo, Montiel, Enzo, Nacho, De La Cruz e Angileri no meio, e Borré e Suárez na frente.