PUBLICIDADE
Topo

Surfe 360°

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Sophia Medina, irmã de Gabriel, estreia hoje na divisão de acesso mundial

Campeã Sul-Americana, Sophia Medina estreia hoje no Challenger Series - WSL
Campeã Sul-Americana, Sophia Medina estreia hoje no Challenger Series Imagem: WSL
Thiago Blum

É jornalista esportivo desde 1992, mas acompanha o surfe há quatro décadas. Trabalhou por 19 anos na ESPN e atualmente é editor de esportes do Jornal da Band. Cobriu cinco Copas do Mundo e cinco edições dos Jogos Olímpicos.

Colunista do UOL

07/05/2022 14h51

Enquanto o irmão famoso ensaia o retorno ao mundial, ela inicia o último estágio rumo a um lugar na elite.

Se o supercampeão Gabriel está pronto para recuperar o status de maior competidor da atualidade, não faltam olhos atentos na ascensão de Sophia, a irmã mais nova do clã Medina.

Neste sábado (domingo no horário local), a talentosa caçula estreia no Challenger Series, que classifica as 6 melhores do ranking para o Championship Tour da World Surf League em 2023.

Se a energia positiva do tricampeão segue a distância, já que a família ainda não se reconectou desde a separação no início do ano passado, com certeza estará pairando de alguma maneira na praia.

sophia - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Gabriel Medina e irmã, Sophia
Imagem: Reprodução/Instagram

Afinal, o 'Gold Coast Pro', 1ª das 8 etapas do circuito de acesso, rola em Snapper Rocks, onde Gabriel venceu em 2014, justamente o ano do seu primeiro mundial.

Pode ser só coincidência... mas há quem diga que coincidências não existem.

O fato é que Sophia, apesar de jovem, já tem um largo currículo. E é treinada, lógico, pelo pai Charles Saldanha, padrasto e mentor do maior ídolo do surfe brasileiro.

sophia - WSL - WSL
Sophia Medina, carregada por Charles Saldanha, comemora o título Sul-Americano
Imagem: WSL

Para garantir a difícil vaga para o Challenger, Sophia mostrou seu brilho.

No começo do mês passado, na Praia Mole em Florianópolis, conquistou o Sul-Americano 21/22. Título que lhe dá o direito de estar em todos os eventos

Em novembro, já havia faturado o caneco em Saquarema, o principal pico do Brasil no primeiro título de QS da carreira.

Saquarema aliás, que vai ser uma das sedes do CS 2022. Onde o primogênito consagrado jamais subiu no pódio.

gabriel - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Gabriel Medina comemora conquista da irmã Sophia
Imagem: Reprodução/Instagram

Orgulhoso, Gabriel acompanha, torce e posta as comemorações com as vitórias da irmã.

E também dá conselhos, por que não?

Nesta semana, GM publicou o registro de uma ligação de video, uma conexão direta Maresias-Austrália.

Em Snapper, uma das ondas mais famosas quando o assunto é direitas, Sophia terá a companhia de outras 3 brasileiras: a experiente e atual vice-campeã mundial Tatiana Weston-Webb, e as também novatas Laura Raupp e Summer Macedo.

Das 3, apenas a catarinense Raupp poderá correr todas as provas do calendário.

Na estreia, SM não terá moleza. Vai enfrentar a local e craque Sally Fittzgibbons, a experiente francesa Pauline Ado e a americana Kirra Pinkerton.

Que o talento está no sangue não há dúvida.

Agora é provar dentro d'água que é capaz de repetir os passos do camisa 10 do surfe brasileiro.

Chumbinho - WSL - WSL
João Chumbinho estreou com boa atuação no CS da Austrália
Imagem: WSL

Competição masculina já começou

Com 20 brasileiros na chave, o Challenger Series masculino deu a largada neste sábado.

18 das 24 baterias do round 1 rolaram neste sábado.

E não precisou muito para o time verde e amarelo comprovar que as batalhas pelas 10 vagas na divisão principal serão ferozes.

O primeiro a ser eliminado foi ninguém menos que Deivid Silva, que até o início da semana fazia parte da elite da WSL.

Jessé Mendes, Ian Gouveia e Peterson Crisanto, outros ex-CT, também pararam logo na bateria de estreia.

Assim como Edgard Groggia, Wesley Leite e Robson Santos.

jadson - WSL - WSL
Jadson André, um dos melhores do 1º dia em Snapper Rocks
Imagem: WSL

Mas também tivemos boas atuações e várias classificações.

Destaques para Jadson André e Michael Rodrigues, os únicos que superaram o somatório de 17 pontos na fase.

Jaddy marcou o maior placar (17,50), MRod fez a melhor nota (9,07).

Afastando o estresse da eliminação da 1ª divisão, o carioca João Chumbinho estreou com muita energia e também venceu.

Samuel Pupo, Mateus Herdy, Marquinho Fernandez, Willian Cardoso e Thiago Camarão avançaram com a 2ª posição.

Alex Ribeiro, Eduardo Motta, Alejo Muniz, Lucas Silveira e Matheus Navarro só vão cair no mar neste domingo.

por @thiago_blum / @surf360_