PUBLICIDADE
Topo

Surfe 360°

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Todos juntos no Havaí; etapa de Haleiwa define classificados para o CT 2022

Haleiwa, North Shore/Hawaii - WSL
Haleiwa, North Shore/Hawaii Imagem: WSL
Conteúdo exclusivo para assinantes
Thiago Blum

É jornalista esportivo desde 1992, mas acompanha o surfe há quatro décadas. Trabalhou por 19 anos na ESPN e atualmente é editor de esportes do Jornal da Band. Cobriu cinco Copas do Mundo e cinco edições dos Jogos Olímpicos.

Colunista do UOL

25/11/2021 04h00

Quarta parada. Última chance. Depois de Haleiwa, serão 12 homens e 6 mulheres classificados. E quem não estiver nessa bolha no ranking final, todo um ano de batalhas, em busca de uma vaga na elite da World Surf League.

Na sexta-feira, começa o 'Michelob ULTRA Pure Gold Haleiwa Challenger', etapa decisiva do Challenger Series. E não é exagero dizer, que o mundo vai estar lá.

Se a corrida na divisão de acesso foi pesada nos 3 primeiros eventos (Huntington Beach (EUA), Ericeira (POR) e Hossegor (FRA), é certo que no Havaí, as coisas serão, como sempre, potencialmente mais complicadas.

Afinal... quem é que não gosta de vencer no principal palco do surfe mundial?

Por isso, aos competidores que ralaram para chegar com chances, terão a companhia de alguns astros. Kelly Slater e John John Florence, por exemplo, já confirmaram presença na chave principal. Com eles, todos os nomes do World Tour que quiserem competir.

joão - WSL - WSL
Em 8º, João Chumbinho é o brasileiro melhor colocado no ranking do CS
Imagem: WSL

O time brasileiro vai com tudo. Mas apenas um representante vai chegar no ilha de Oahu entre os melhores.

Com dois nonos lugares no CS, além de um vice numa etapa do QS em Pipeline no ano passado, João 'Chumbinho' Chianca está em 8º. Mesmo assim, vai precisar de resultado para carimbar a classificação e ser um dos estreantes do próximo WT.

"Tô bem motivado e ansioso. O Havaí é um lugar que eu gosto muito. Mas tentando não criar tanta expectativa em cima do evento, costumo focar na primeira bateria, um passo de cada vez, uma onda de cada vez, uma bateria de cada vez. É chegar lá, testar minhas pranchas e me sentir bem. E garanti essa vaga no tão sonhado tour", disse com exclusividade para o @surf360_.

lucas silveira - WSL - WSL
Lucas Silveira vai tentar vaga do CT 2022 na etapa do Havaí
Imagem: WSL

Por enquanto, o único garantido entre os homens é o havaiano Ezekiel Lau, campeão da etapa de Portugal.

Australianos, havaianos e americanos estão na briga direta com os brasileiros.

3 surfistas (Kanoa Igarashi, Griffin Colapinto e Leonardo Fioravanti) estão entre os 12 melhores, e já haviam se garantido pelo último ranking da elite. Neste momento, até o 15º na corrida geral subiria de divisão. Justamente a posição atual de Samuel Pupo, que está empatado com o australiano Jordan Lawler.

Com uma grande atuação no 'US Open' em Huntington Beach, Lucas Silveira vem logo a seguir e está confiante para se garantir no 'Dream Tour' pela 1ª vez.

"A onda de Haleiwa é uma das minhas favoritas no mundo inteiro. Quando está de gala, é uma onda incrível, forte. Se está na direção certa dá até uns tubos e é possível manobrar com toda a força que ela permite. Chegar no Havaí nesta posição que eu estou, é o que eu sempre sonhei desde que comecei a competir o QS, chegar com chances e me classificar lá. Coloco muita pressão em mim mesmo por isso, mas estou bem contente de estar nessa posição, e bem empolgado pra fazer um bom campeonato".

alex - WSL - WSL
Alex Ribeiro, um dos brasileiros com chances de vaga no CT 2022
Imagem: WSL

Ao contrário de Chumbinho, Samuel e Lucas, Alex Ribeiro já conhece a dor e a delícia de fazer parte da principal divisão.

Nas duas vezes que chegou, não conseguiu resultados para se manter. Em 32º no geral, segue com chances de se reclassificar.

"Meu ano foi um pouco difícil no WT. Mas ainda tenho boas chances. Eu tenho dois nonos, então não preciso vencer a etapa, tipo um 5º ou 3º já podem me garantir, Mas eu vou pra me divertir, quero surfar e curtir as altas ondas de Haleiwa. Quero focar bateria por bateria, se for avançando show de bola, se não, a gente vai pro ano que vem com tudo de novo. Mas o importante é eu estar ali, bem e do lado da galera".

O Brasil vai ter 15 representantes no evento.

Rafael Teixeira, Ian Gouveia e Weslley Dantas disputam a 1ª fase.

No round 2 entram: Edgard Groggia, Lucas Silveira, Mateus Herdy, Samuel Pupo, Alex Ribeiro, Wiggolly Dantas, Caio Ibelli, João Chumbinho, Jessé Mendes, Deivid Silva, Alejo Muniz e Thiago Camarão.

No feminino, apenas Summer Macedo e Silvana Lima estão inscritas.

Ficamos na torcida!!!!!

por @thiago_blum / @surf360_