PUBLICIDADE
Topo

Surfe 360°

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Conhece o Surfskate? Passou da hora de conhecer!!!!

Deivid Silva treina com o seu simulador personalizado - @balloonco_br
Deivid Silva treina com o seu simulador personalizado Imagem: @balloonco_br
Thiago Blum

É jornalista esportivo desde 1992, mas acompanha o surfe há quatro décadas. Trabalhou por 19 anos na ESPN e atualmente é editor de esportes do Jornal da Band. Cobriu cinco Copas do Mundo e cinco edições dos Jogos Olímpicos.

Colunista do UOL

23/11/2021 04h00

Prancha de surfe de rodinhas? Sk8 com quilhas? Parece absurdo, mas não é. Em cena, a nova modalidade que está fazendo a cabeça da galera do mar e do asfalto.

O esporte das ondas já é um dos mais praticados por aqui. O das rodinhas sempre fez parte do dia a dia dos jovens.

Agora, surfe e skate, consagrados mundialmente nos Jogos Olímpicos de Tóquio, ganharam uma nova modalidade

Parecido com um... com as manobras inspiradas no outro.

É o "surfskate". Isso mesmo, tudo junto e misturado. Parceiro para quem pratica por diversão ou profissionalmente.

Novidade que, com certeza, vai ser bem recebida e adorada por essas e outras tribos.

Alex Ribeiro, um dos brasileiros da elite da World Surf League em 2021, sempre conciliou as manobras dentro e fora da água. Agora, adotou de vez a nova tendência. "Me ajuda bastante no dia a dia. Utilizo bastante esse simulador de surfe. Ele é um skate com truck mais solto, o da frente, pra você ter aquele molejo de andar bem soltinho".

Acostumado com os balanços, Alex deu a letra. Si-mu-la-dor, uma tendência que pegou os profissionais. Para o também paulista Edgar Groggia, surfista da divisão de acesso, a prática virou rotina.

Deivid Silva —já garantido na elite mundial em 2022— tem modelo próprio para caprichar nas curvas e lapidar o estilo.

Vini Palma - @pedro_blum123 - @pedro_blum123
Vini Palma 'surfa' durante evento na Balloon House
Imagem: @pedro_blum123

Parece diversão. Mas vai muito além disso. Com a palavra, Adriano de Souza, campeão mundial de 2015: "É um treino que você consegue fazer fora d'água. E para as muitas pessoas que querem evoluir no surfe, o simulador tá aí pra ajudar nas performances".

Com a chancela do capitão, a galera invadiu a pista, ou melhor, a onda, para soltar as manobras.

Aos 10 anos, Vini Palma é um dos principais destaques da novíssima geração. E sabe bem quais truques o ajudam no desempenho no mar: "Nas batidas normais, aéreos, batidas chutando".

Bem mais experiente, Lucas Prieto concorda: "Snap, que é uma manobra mais progressiva. Cutback de linha. São manobras que você vai treinando cada vez mais no simulador, e pode aperfeiçoar no surfe e evoluir ainda mais".

"Às vezes eu faço uma manobra no mar que meu braço tá meio errado, eu vou pro skate, que é muito mais fácil treinar fora. As manobras chutando, alguns aéreos, velocidade... ajuda bastante no dia a dia, e eu ando de skate desde criança, sempre me ajudou. Sempre que não tinha onda, era o skate", completa Alex.

União precisa entre mar e asfalto, o "surfskate" já é uma modalidade. Um esporte com competição.

E a tribo, com representantes de todo o país, se reuniu no começo do mês em São Paulo, na Casa da Balloon —marca que desenvolve modelos personalizados dos simuladores, com um portfólio que abrange todos os níveis de surfistas.

Pedro - @thiago_blum - @thiago_blum
Fã posa ao lado do pró-model de Adriano de Souza
Imagem: @thiago_blum

Campeonato Brasileiro, com a presença de Adriano de Souza entre os juízes.

O título ficou com o paraibano Vitor Meira. Mas apesar dos quilômetros de distância do litoral, da festa pessoal e dos troféus, o que valeu mesmo foi a celebração.

Comemoração por mais uma atividade para corpo e alma.

"É um treino, uma diversão, é um esporte. Vai fazer com que você esteja executando a vida saudável. É demais poder conciliar as duas profissões, skate e surfe numa modalidade só", completa Adriano de Souza.

Por enquanto, a cena ainda é pequena. Mas está se espalhando rápido. E se depender desta galera, vai tomar conta do planeta.

Um largo passo para a consolidação de um sonho.

"É o segundo campeonato que tem de simulador de surfe, o primeiro foi em João Pessoa. No começo do ano que vem, a ideia é fazer um evento com uma pista bem maior, para os atletas poderem desenvolver ainda mais as manobras. E estamos em contato com Espanha e Japão. O próximo passo é a realização de um mundial. É um sonho que vai se realizar", garante Douglas da Silva Costa, empresário e dono da Balloon.

por @thiago_blum / @surf360_