PUBLICIDADE
Topo

Surfe 360°

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

'LayBack Pro': resultados de 5ª feira e programação do 3º dia na Praia Mole

Surfando em casa, Mateus Herdy descolou os aéreos de sempre para vencer na estreia  - WSL
Surfando em casa, Mateus Herdy descolou os aéreos de sempre para vencer na estreia Imagem: WSL
Thiago Blum

É jornalista esportivo desde 1992, mas acompanha o surfe há quatro décadas. Trabalhou por 19 anos na ESPN e atualmente é editor de esportes do Jornal da Band. Cobriu cinco Copas do Mundo e cinco edições dos Jogos Olímpicos.

Colunista do UOL

11/11/2021 23h54

24 baterias. 16 no masculino e as 8 primeiras do feminino.

Foi o saldo do segundo dia do 'LayBack Pro', evento do QS com pontuação 3 mil para eles e 1000 para elas. A quinta-feira foi de muito surfe na Praia Mole, um dos picos mais tradicionais de Florianópolis. Teve favorito abusando das manobras. E teve zebra também.

Entre os homens, destaque para Mateus Herdy, que como sempre, apostou no jogo aéreo. Os veteranos Raoni Monteiro e Hizunomê Bettero também avançaram em primeiro nas suas disputas.

TERCEIRA FASE DO QS 3000 - 3º=65º lugar (160 pts) e 4º=81º lugar (120 pts):
1ª bateria: 1-Mateus Herdy (BRA), 2-Samuel Igo (BRA), 3-Heitor Mueller (BRA), 4-Niccolas Padaratz (BRA)
2ª bateria: 1-Miguel Tudela (PER), 2-Wesley Leite (BRA), 3-Pedro Dib (BRA), 4-José Eduardo (BRA)
3ª bateria: 1-Manuel Selman (CHL), 2-Santiago Muniz (ARG), 3-Israel Junior (BRA), 4-Theo Fresia (BRA)
4ª bateria: 1-Igor Moraes (BRA), 2-Caio Costa (BRA), 3-Messias Felix (BRA), 4-Felipe Oliveira (BRA)
5ª bateria: 1-Luan Carvalho (BRA), 2-Pericles Dimitri (BRA), 3-Roberto Araki (CHL), 4-Derek Adriano (BRA)
6ª bateria: 1-Edson de Pra (BRA), 2-Ryan Kainalo (BRA), 3-Kim Matheus (BRA), 4-Yage Araujo (BRA)
7ª bateria: 1-Hizunomê Bettero (BRA), 2-Fernando Junior (BRA), 3-Hedieferson Junior (BRA), 4-Marco Polo (BRA)
8ª bateria: 1-Raoni Monteiro (BRA), 2-Deyvson Santos (BRA), 3-Thiago Guimarães (BRA), 4-Flavio Nakagima (BRA)
9ª bateria: 1-Franklin Serpa (BRA), 2-Alan Jhones (BRA), 3-Luan Wood (BRA), 4-Pedro Neves (BRA)
10ª bateria: 1-Artur Silva (BRA), 2-Luel Felipe (BRA), 3-Luciano Brulher (BRA), 4-Valentin Neves (BRA)
11ª bateria: 1-Renan Rodrigues (BRA), 2-Mateus Sena (BRA), 3-Cauã Costa (BRA), 4-Gabriel André (BRA)
12ª bateria: 1-Daniel Matos (BRA), 2-Marcio Farney (BRA), 3-Gustavo Dvorquez (CHL), 4-Kaue Germano (BRA)
13ª bateria: 1-José Francisco (BRA), 2-Thiago Muller (BRA), 3-Leon De La Torre (CHL), 4-Diego Aguiar (BRA)
14ª bateria: 1-Matheus Navarro (BRA), 2-Patrick Plachi (BRA), 3-Alan Donato (BRA), 4-Noel De La Torre (CHL)
15ª bateria: 1-Douglas Silva (BRA), 2-Krystian Kymerson (BRA), 3-Sebastian Olarte (URU), 4-Daniel Adisaka (BRA)
16ª bateria: 1-Vitor Ferreira (BRA), 2-Pedro Bianchini (BRA), 3-Giovani Pontes (BRA), 4-Rodrigo Saldanha (BRA)

Sophia Medina - WSL - WSL
Sophia Medina passou para a 2ª fase na Praia Mole
Imagem: WSL

Na chave feminina já foram definidas as 16 classificadas que vão lutar por vagas nas quartas de final.

11 são brasileiras, com destaques para as performances de Sophia Medina e Tainá Hinckel, que passaram em primeiro. A surpresa do dia foi a eliminação da veterana Silvana Lima, que parou na estreia diante das compatriotas Monik Santos e Karol Ribeiro.

O maior somatório da 1ª fase das mulheres ficou com Daniella Rosas, que esteve com o time peruano na Olimpíada de Tóquio.

PRIMEIRA FASE DO QS 1000 - 3ª=17º lugar (200 pts) e 4ª=25º lugar (75 pts):
1ª bateria: 1-Daniella Rosas (PER), 2-Marina Rezende (BRA), 3-Maya Carpinelli (BRA), 4-Bruna Carderelli (BRA)
2ª bateria: 1-Tainá Hinckel (BRA), 2-Isabelle Nalu (BRA), 3-Nairê Marquez (BRA), 4-Larissa Santos (BRA)
3ª bateria: 1-Arena R. Vargas (PER), 2-Laura Raupp (BRA), 3-Julia Duarte (BRA), 4-Alexia Monteiro (BRA)
4ª bateria: 1-Dominic Barona (EQU), 2-Yanca Costa (BRA), 3-Coco Cianciarulo (ARG), 4-Pamella Mel (BRA)
5ª bateria: 1-Monik Santos (BRA), 2-Karol Ribeiro (BRA), 3-Silvana Lima (BRA), 4-Yasmin Dias (BRA)
6ª bateria: 1-Melanie Giunta (BRA), 2-Jessica Fermino (BRA), 3-Kemily Sampaio (BRA), 4-Isabela Saldanha (BRA)
7ª bateria: 1-Sophia Medina (BRA), 2-Summer Macedo (BRA), 3-Kiany Hyakutake (BRA), 4-Potira Castaman (BRA)
8ª bateria: 1-Sol Aguirre (PER), 2-Julia dos Santos (BRA), 3-Paloma Santos (CHL), 4-Sky Brown (ING)

Hinckel - WSL - WSL
Tainá Hinckel estreou com vitória no QS 1000 de Florianópolis
Imagem: WSL

Confira os próximos duelos:

SEGUNDA FASE DO QS 1000 FEMININO - 1ª e 2ª=quartas de final; 3ª=9º lugar (350 pontos) e 4ª=13º lugar (295 pontos):
1ª bateria: Daniella Rosas (PER), Tainá Hinckel (BRA), Yanca Costa (BRA), Laura Raupp (BRA)
2ª bateria: Dominic Barona (EQU), Marina Rezende (BRA), Arena R. Vargas (PER), Isabelle Nalu (BRA)
3ª bateria: Summer Macedo (BRA), Melanie Giunta (PER), Monik Santos (BRA), Julia dos Santos (BRA)
4ª bateria: Sol Aguirre (PER), Karol Ribeiro (BRA), Sophia Medina (BRA), Jessica Fermino (BRA)

Kainalo - WSL - WSL
Embalado pelo desempenho nas últimas semanas, Ryan Kainalo segue na competição
Imagem: WSL

Com 58 brasileiros, o round 64 do masculino acontece nesta sexta.

Na água, os principais nomes do surfe brasileiro. Entre eles, o campeão mundial de 2015 Adriano de Souza, que fez um breve hiato na aposentadoria das competições.

Miguel Pupo, Yago Dora e Jadson André, que estão garantidos no CT 2022, também estão inscritos. Todos se misturam a uma legião de candidatos à elite mundial nas próximas temporadas, além de uma turma de peso da nova geração.

QUARTA FASE - entrada dos 32 principais cabeças de chave do evento; 3º=33º lugar (200 pts) e 4º=49º lugar (180 pts)
1ª bateria: Miguel Pupo (BRA), Lucas Vicente (BRA), Mateus Herdy (BRA), Wesley Leite (BRA)
2ª bateria: Edgard Groggia (BRA), Leo Casal (BRA), Miguel Tudela (PER), Samuel Igo (BRA)
3ª bateria: Weslley Dantas (BRA), Renan Pulga (BRA), Manuel Selman (CHL), Caio Costa (BRA)
4ª bateria: Caio Ibelli (BRA), Eduardo Motta (BRA), Igor Moraes (BRA), Santiago Muniz (ARG)
5ª bateria: Alonso Correa (PER), Marco Fernandez (BRA), Luan Carvalho (BRA), Ryan Kainalo (BRA)
6ª bateria: Ian Gouveia (BRA), Robson Santos (BRA), Edson de Prá (BRA), Pericles Dimitri (BRA)
7ª bateria: Alejo Muniz (BRA), Marcos Correa (BRA), Hizunomê Bettero (BRA), Deyvson Santos (BRA)
8ª bateria: Yago Dora (BRA), Jackson Dorian (HAV), Raoni Monteiro (BRA), Fernando Junior (BRA)
9ª bateria: Adriano de Souza (BRA), Lucas Silveira (BRA), Franklin Serpa (BRA), Luel Felipe (BRA)
10ª bateria: Rafael Teixeira (BRA), Willian Cardoso (BRA), Artur Silva (BRA), Alan Jhones (BRA)
11ª bateria: Wiggolly Dantas (BRA), Bino Lopes (BRA), Renan Rodrigues (BRA), Marcio Farney (BRA)
12ª bateria: Thiago Camarão (BRA), Victor Bernardo (BRA), Daniel Matos (BRA), Mateus Sena (BRA)
13ª bateria: Alex Ribeiro (BRA), José Gundesen (ARG), José Francisco (BRA), Patrick Plachi (BRA)
14ª bateria: João Chianca (BRA), Michael Rodrigues (BRA), Matheus Navarro (BRA), Thiago Muller (BRA)
15ª bateria: Samuel Pupo (BRA), Jessé Mendes (BRA), Douglas Silva (BRA), Pedro Bianchini (BRA)
16ª bateria: Jadson André (BRA), Uriel Sposaro (BRA), Vitor Ferreira (BRA), Krystian Kymerson (BRA)

Vale lembrar, que o QS de Florianópolis é o primeiro valendo pontos para o QS regional da WSL da América Latina. Circuito que classifica os surfistas para o 'Challenger Series de 2022', a divisão de acesso para o 'Championship Tour', a elite da World Surf League.

por @thiago_blum / @surf360_