PUBLICIDADE
Topo

Surfe 360°

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Chloé Calmon fica em 5º no Surf Ranch; Phil Rajzman vai competir em Malibu

Chloé Calmon compete na etapa do mundial de Longboard na piscina do Surf Ranch - WSL
Chloé Calmon compete na etapa do mundial de Longboard na piscina do Surf Ranch Imagem: WSL
Conteúdo exclusivo para assinantes
Thiago Blum

É jornalista esportivo desde 1992, mas acompanha o surfe há quatro décadas. Trabalhou por 19 anos na ESPN e atualmente é editor de esportes do Jornal da Band. Cobriu cinco Copas do Mundo e cinco edições dos Jogos Olímpicos.

Colunista do UOL

29/09/2021 23h46

Terminou a primeira 'aventura competitiva' dos pranchões na piscina de ondas mais famosa do mundo.

E para o Brasil, a passagem de estreia do Longboard no 'Surf Ranch' de Lemoore, na Califórnia, não terminou no pódio.

Quatro representantes do time verde e amarelo participaram do 'Cuervo Surf Ranch Classic', 2º dos 3 campeonatos que vão contar pontos no ranking da modalidade em 2021.

E só Chloé Calmon conseguiu chegar nas fases decisivas.

A carioca, que havia terminado a fase de classificação com a segunda maior somatória, parou antes das semifinais e terminou o evento da água doce na 5ª posição.

O título ficou com a havaiana Honolua Bloomfield. Na decisão, a atual campeã mundial fez uma nota 10 e não deu chances para a americana Soleil Errico.

A francesa Alice Lemoigne e a americana Avalon Gall dividiram a 3ª colocação.

No masculino, o Brasil contou com as presenças de Rodrigo Sphaier, Jefson Silva e Augusto Olinto.

Com pouco tempo de treino nas perfeitas ondas produzidas pela máquina do trem do rancho, nenhum deles conseguiu avançar no torneio.

Olinto terminou em 17º, Sphaier foi o 15º e Jefson 14º.

O título ficou com o francês Edouard Delpero, que somou 16,00 x 14,30 e superou o australiano Harrison Roach na final.

O havaiano Kai Sallas e o americano Justin Quintal pararam nas semifinais.

Phil Rajzman - WSL - WSL
Phil Rajzman, bicampeão mundial de Longboard
Imagem: WSL

Phil Rajzman teve problemas com o visto americano e não conseguiu embarcar a tempo para os Estados Unidos.

Nesta quarta (28), o bicampeão mundial da categoria conseguiu realizar a entrevista no Consulado e reaver o passaporte.

Phil vai poder, então, participar da última prova do calendário, o 'Jeep Malibu Classic', entre 3 e 13 de outubro, em Malibu.

"Meu foco hoje se tornou representar o Brasil vencendo essa etapa. A previsão é que em Malibu só vai ter onda nos dois ou três últimos dias de evento, com isso terei tempo para treinar nas praias mais para o sul da região, que sempre têm ondas constantes e poderei me adaptar a temperatura da água."