PUBLICIDADE
Topo

Surfe 360°

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Alex Ribeiro é o único classificado em bateria com 3 brasileiros no US Open

Alex Ribeiro compete no US Open of Surfing em 2019 - WSL
Alex Ribeiro compete no US Open of Surfing em 2019 Imagem: WSL
Conteúdo exclusivo para assinantes
Thiago Blum

É jornalista esportivo desde 1992, mas acompanha o surfe há quatro décadas. Trabalhou por 19 anos na ESPN e atualmente é editor de esportes do Jornal da Band. Cobriu cinco Copas do Mundo e cinco edições dos Jogos Olímpicos.

Colunista do UOL

22/09/2021 20h23

Terceiro dia de disputas do 'US Open of Surfing', na Califórnia.

E os brasileiros continuam sofrendo nas ondas de Huntington Beach, que recebe a primeira das 4 etapas do Challenger Series, circuito que vai classificar 12 homens e 6 mulheres para a elite da World Surf League no ano que vem.

Nesta quarta, a organização encerrou o round 1 da chave feminina, e colocou na água 8 baterias da 2ª fase do masculino.

Só 4 brasileiros competiram... e apenas Alex Ribeiro conseguiu avançar no evento.

O paulista, que esteve no Championship Tour em 2021 e tenta a reclassificação, dividiu a bateria com os compatriotas Alejo Muniz e Thiago Camarão. Alex passou em 2º, atrás do americano Nolan Rapoza. Alejo e Camarão se despediram respectivamente na 25ª e 37ª colocações.

Em 2019, Alex Ribeiro ficou em 3º no Aberto dos Estados Unidos, só perdendo na semifinal para outro brasileiro, o campeão Yago Dora.

Única representante do Brasil no feminino, Summer Macedo não passou da estreia. Terminou um último na sua disputa, atrás da havaiana Bettylou Sakura Johnson, e das australianas Philippa Anderson e Sophie McCulloch.

Mais 5 brazucas seguem vivos no torneio e ainda vão competir no round 48.

Caio Ibelli terá Liam O'Brien (AUS), Alonso Correa (PER) e Matthew McGillivray (AFS) pela frente.

Willian Cardoso e Lucas Silveira caem juntos, contra Jordan Lawler (AUS) e Cole Houshman (EUA).

A outra dobradinha será formada por Edgard Groggia e João Chumbinho, que vão enfrentar Maxime Huscenot (FRA) e Shane Sykes (AFS).