PUBLICIDADE
Topo

Saque e Voleio

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Podcast SeV S04E21 - Retrô: Federer x Djokovic, Roland Garros/2011

Getty Images
Imagem: Getty Images
Alexandre Cossenza

Alexandre Cossenza é bacharel em direito e largou os tribunais para abraçar o jornalismo. Passou por redações grandes, cobre tênis profissionalmente há oito anos e também escreve sobre futebol. Já bateu bola com Nadal e Federer e acredita que é possível apreciar ambos em medidas iguais. Contato: ac@cossenza.org

Colunista do UOL

25/07/2022 11h09

O podcast Saque e Voleio, exclusivo para apoiadores do blog, chega hoje com o segundo episódio da série que revê partidas históricas, lembrando do contexto da época, por que o embate foi especial e que consequências o resultado trouxe para o circuito mundial.

O jogo escolhido desta vez foi a semifinal de Roland Garros/2011, quando Roger Federer encerrou uma série de 43 jogos sem perder do sérvio Novak Djokovic, que era favorito ao título daquele ano - mesmo com Rafael Nadal já classificado para a final, afinal o espanhol foi batido por Nole em Madri e Roma.

No podcast, falo sobre o que estava em jogo naquele ano e como a semifinal de Roland Garros pode ter sido "a" partida que impediu que Djokovic fechasse o Grand Slam em 2011. Digo, inclusive, por que acho que o sérvio teria mais chances naquele ano do que em 2021.

Em seguida, comento as minúcias táticas e técnicas da partida. Destaco tudo que Federer fez de brilhante no dia (e foram muitas coisas!), mas aponto também como Djokovic jogou bem, mas jogou errado sob o ponto de vista tático - e que, para mim, ficou comprovado quando os dois se reencontraram em Roland Garros no ano seguinte.

Quem já apoia o Saque e Voleio pode acessar o link para o episódio lá no Mural do Apoia.se.

Quem quiser pode aproveitar a ocasião para começar a apoiar o blog (com R$ 15 mensais, você tem direito a conteúdo exclusivo, newsletter semanal e grupo de bate-papo via Telegram, além de brindes e promoções). Basta visitar o Apoia.se, conhecer melhor o programa de financiamento coletivo recorrente do Saque e Voleio e fazer sua contribuição.