PUBLICIDADE
Topo

Saque e Voleio

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Nadal eleva nível, passa fácil por Sonego e vai às oitavas em Wimbledon

Reuters
Imagem: Reuters
Alexandre Cossenza

Alexandre Cossenza é bacharel em direito e largou os tribunais para abraçar o jornalismo. Passou por redações grandes, cobre tênis profissionalmente há oito anos e também escreve sobre futebol. Já bateu bola com Nadal e Federer e acredita que é possível apreciar ambos em medidas iguais. Contato: ac@cossenza.org

Colunista do UOL

02/07/2022 16h49

O Rafael Nadal inseguro e errático das duas primeiras rodadas não deu as caras na Quadra Central de Wimbledon neste sábado. Desta vez, o maior campeão de slams em simples da história do tênis masculino começou a partida sólido, ganhou ainda mais confiança diante de um nervoso Lorenzo Sonego (27 anos, #54 do mundo) e disparou no placar até fazer 6/1, 6/2 e 6/4 e carimbar sua vaga nas oitavas de final do torneio.

Campeão do Australian Open e de Roland Garros, Rafa agora soma 17 vitórias seguidas em slams. Ele mantém viva a esperança de conquistar o Grand Slam de fato - feito em que um tenista ganha os quatro maiores torneios do planeta na mesma temporada. O último homem a fazê-lo foi o australiano Rod Laver, em 1969. No ano passado, Novak Djokovic esteve a uma partida de completar o Grand Slam, mas perdeu a final do US Open.

Em sua décima participação nas oitavas de final em Wimbledon, Nadal, que é bicampeão do torneio (2008 e 2010), vai enfrentar o holandês Botic Van de Zandschulp, que neste sábado eliminou o francês Richard Gasquet por 7/5, 2/6, 7/6(7) e 6/1.

Como aconteceu

Diferentemente do que aconteceu na primeira e na segunda rodadas, Rafael Nadal já entrou em quadra jogando um belo nível de tênis e cometendo muito menos erros. Enquanto isso, Sonego parecia enfeitiçado pela ocasião, jogando na Quadra Central contra um dos maiores tenistas da história. Logo no quarto game, cedeu uma quebra ao mandar uma direita longa seguida de uma esquerda cruzada que também saiu. O veterano só precisou manter a consistência. Sonego voltou a perder o saque no sexto game, cometendo mais três erros, e Nadal fechou a parcial em seguida por 6/1.

Rafa somou seis winners e só quatro erros não forçados no set inicial, enquanto o italiano teve dois e nove, respectivamente. O veterano começou o segundo set mais solto e confiante e voltou a quebrar Sonego já no segundo game da parcial - cortesia de uma belíssima cruzada de forehand. O italiano tinha problemas até quando encaixava seu primeiro saque (tinha pouco mais de 30% dos pontos vencidos com o fundamento) e perdia quase todos ralis em que Nadal aprofundava suas bolas. O veterano logo abriu 4/0 e depois apenas administrou a parcial até fazer 6/2.

Rafa novamente quebrou Sonego no começo do terceiro set, e o italiano, embora já mais à vontade em quadra, não conseguia devolver a quebra. No entanto, com o anoitecer em Londres, a partida foi interrompida por mais de dez minutos para que fosse fechado o teto retrátil e, no recomeço, Sonego fez um game espetacular para devolver a quebra e igualar o placar em 4/4. Nadal respondeu rápido. No nono game, fez uma devolução vencedora, matou dois pontos junto à rede e quebrou Sonego mais uma vez. Depois disso, foi só sacar e fechar.

.

Quer saber mais? Conheça o programa de financiamento coletivo do Saque e Voleio e torne-se um apoiador. Com pelo menos R$ 15 mensais, apoiadores têm acesso a conteúdo exclusivo (newsletter, podcast e Saque e Voleio TV), lives restritas a apoiadores, além de ingresso em grupo de bate-papo no Telegram, participação no Circuito dos Palpitões e promoções imperdíveis.

Acompanhe o Saque e Voleio no Twitter, no Facebook e no Instagram.