PUBLICIDADE
Topo

Saque e Voleio

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Djokovic bate Schwartzman e aguarda Nadal nas quartas de Roland Garros

Reuters
Imagem: Reuters
Alexandre Cossenza

Alexandre Cossenza é bacharel em direito e largou os tribunais para abraçar o jornalismo. Passou por redações grandes, cobre tênis profissionalmente há oito anos e também escreve sobre futebol. Já bateu bola com Nadal e Federer e acredita que é possível apreciar ambos em medidas iguais. Contato: ac@cossenza.org

Colunista do UOL

29/05/2022 10h46

Novak Djokovic voltou a mostrar um excelente nível de tênis em Roland Garros e, apesar da resistência oferecida pelo argentino Diego Schwartzman (#16 do mundo), venceu mais uma vez por 3 sets a 0, com parciais de 6/1, 6/3 e 6/3, carimbando sua vaga nas quartas de final do torneio.

Número 1 do mundo e favorito ao título nas casas de apostas, Djokovic agora aguarda a confirmação do jogo mais esperado desde o sorteio da chave. Caso Rafael Nadal faça valer seu seu favoritismo também neste domingo, sérvio e espanhol duelarão na terça-feira pelas quartas de final do slam francês. Será o décimo confronto entre eles em Roland Garros.

Até agora, Nadal soma sete vitórias contra duas de Djokovic no saibro de Paris. O sérvio, porém, levou a melhor na semifinal do ano passado, quando conquistou o título. O número 1 do mundo também vem em grande momento. Além de não ter perdido nenhum set em Roland Garros até agora, já soma nove vitórias consecutivas no circuito, já que foi campeão do Masters de Roma antes de viajar a Paris.

Como aconteceu

Durante alguns minutos, parecia que Schwartzman seria uma séria ameaça a Djokovic neste domingo. O argentino teve duas chances de quebra já no terceiro game, mas o sérvio se salvou graças a uma boa direita e a um erro não forçado do rival. Depois disso, o set inicial foi totalmente do número 1 do mundo, que quebrou Schwartzman no quarto e no sexto games para fazer 6/1.

A segunda parcial começou com o número 1 ameaçando o saque do argentino, mas os papéis se inverteram. Schwartzman confirmou o serviço e quebrou Djokovic na sequência. O argentino chegou a abrir 3/0, mas o veterano parou de cometer erros não forçados e apostou em variações com curtinhas. Deu certo. Nole devolveu a quebra, salvou três break points no sexto game e quebrou Schwartzman de novo no sétimo game. Implacável, Djokovic venceu seis games seguidos e fez 6/3 na parcial.

Schwartzman veio melhor para o terceiro set e voltou a equilibrar as ações por algum tempo. Djokovic teve seus altos e baixos e até cedeu um break point no quinto game, quando cometeu três erros não forçados. No entanto, o número 1 seguiu levando vantagem na maioria dos pontos importantes. Primeiro, salvou seu serviço. Depois, no game seguinte, quebrou o argentino para fazer 4/2. Schwartzman não conseguiu mais reagir depois disso.

.

Quer saber mais? Conheça o programa de financiamento coletivo do Saque e Voleio e torne-se um apoiador. Com pelo menos R$ 15 mensais, apoiadores têm acesso a conteúdo exclusivo (newsletter, podcast e Saque e Voleio TV), lives restritas a apoiadores, além de ingresso em grupo de bate-papo no Telegram, participação no Circuito dos Palpitões e promoções imperdíveis como esta.

Acompanhe o Saque e Voleio no Twitter, no Facebook e no Instagram.