PUBLICIDADE
Topo

Saque e Voleio

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Tsitsipas bate Medvedev em três sets e volta às semifinais em Roland Garros

Reuters
Imagem: Reuters
Alexandre Cossenza

Alexandre Cossenza é bacharel em direito e largou os tribunais para abraçar o jornalismo. Passou por redações grandes, cobre tênis profissionalmente há oito anos e também escreve sobre futebol. Já bateu bola com Nadal e Federer e acredita que é possível apreciar ambos em medidas iguais. Contato: ac@cossenza.org

Colunista do UOL

08/06/2021 18h29

Desde o sorteio da chave, Stefanos Tsitsipas, número 5 do mundo, era favorito para alcançar a semifinal de Roland Garros, mesmo tendo um duelo em potencial com Daniil Medvedev, vice-líder do ranking, nas quartas. Pois o duelo se confirmou, assim como o melhor momento do grego. Superior do fundo de quadra nos primeiros games e mais consistentes nos pontos importantes, Tsitsipas fez 6/3, 7/6(3) e 7/5 e está de volta às semifinais do torneio parisiense.

Será a quarta vez do grego nas semis de um slam. Stefanos já alcançou a fase no Australian Open de 2019, quando perdeu para Rafael Nadal, em Roland Garros, no ano passado, quando tombou diante de Novak Djokovic, e no Australian Open deste ano, quando Medvedev foi superior. Desta vez, Tsitsipas vai encarar Alexander Zverev em busca de sua primeira final de slam. Zverev 24 anos, #6) também venceu com folga nesta terça. Ele bateu o espanhol Alejandro Davidovich Fokina por 6/4, 6/1 e 6/1.

Como aconteceu

Tsitsipas começou o jogo mostrando-se muito mais sólido do fundo de quadra do que Medvedev. Apesar do retrospecto de seis derrotas em sete jogos contra o russo, o grego foi pouco ameaçado em seu serviço (perdeu apenas quatro pontos) e venceu a maioria das trocas de bola no primeiro set. Uma quebra, que veio no quarto game, era tudo que Tsitsipas precisava. Medvedev ainda salvou um set point no oitavo game, mas o grego fez 6/3 pouco depois.

A segunda parcial não começou muito diferente. Tsitsipas continuava a mandar nos pontos, e Medvedev mal esboçava poder de reação. Bastou o grego jogar um game ruim, contudo, para o cenário mudar. O russo, que estava uma quebra atrás, venceu um game de serviço de Tsitsipas e, mostrando uma motivação renovada, passou a equilibrar as ações. Antes do tie-break, o grego precisou até salvar dois set points quando sacava em 4/5. No game de desempate, porém, Stefanos sai na frente, graças a um erro do russo, e não olhou para trás. Confirmou todos seus pontos de serviço até fechar em 7/6(3).

O jogo seguiu parelho no terceiro set, mas com mais chances de quebra. Tsitsipas e Medvedev salvaram break points em três dos quatro games iniciais. No quinto, porém, o russo finalmente conseguiu a quebra. Daniil chegou a abrir 4/2 e parecia rumar para vencer a parcial, mas cometeu seguidos erros no oitavo game e também perdeu seu serviço. No 12º game, Medvedev abusou da sorte. Após abrir 40/0, tentou uma curtinha e errou. Perdeu, então, os três pontos seguintes e se viu diante de um match point. O russo tentou um saque por baixo, mas não surpreendeu Tsitsipas, que encaixou uma esquerda na paralela e fechou o jogo.

.

Quer mais conteúdo? Conheça o programa de financiamento coletivo do Saque e Voleio e torne-se um apoiador. Com pelo menos R$ 15 mensais, apoiadores têm acesso a conteúdo exclusivo (newsletter, podcast e Saque e Voleio TV), lives restritas a apoiadores, além de ingresso em grupo de bate-papo no Telegram, participação no Circuito dos Palpitões e promoções imperdíveis.

Acompanhe o Saque e Voleio no Twitter, no Facebook e no Instagram.