PUBLICIDADE
Topo

Saque e Voleio

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Sobre Nadal em Barcelona e Djokovic em Belgrado

Rafael Nadal com o troféu do ATP 500 de Barcelona em 2021 - Divulgação/ATP
Rafael Nadal com o troféu do ATP 500 de Barcelona em 2021 Imagem: Divulgação/ATP
Alexandre Cossenza

Alexandre Cossenza é bacharel em direito e largou os tribunais para abraçar o jornalismo. Passou por redações grandes, cobre tênis profissionalmente há oito anos e também escreve sobre futebol. Já bateu bola com Nadal e Federer e acredita que é possível apreciar ambos em medidas iguais. Contato: ac@cossenza.org

Colunista do UOL

29/04/2021 11h16

Rafael Nadal conquistou o título do ATP 500 de Barcelona sem jogar seu melhor tênis, salvando match point e derrotando, em 3h38min, um rival que vinha de nove vitórias consecutivas, incluindo o título do Masters 1000 de Monte Carlo.

Novak Djokovic não jogou mal - longe disso - mas aproveitou apenas cinco de 28 break points e foi derrotado por Aslan Karatsev nas semifinais do ATP 250 de Belgrado, em casa, na frente de sua torcida, em um jogão de 3h26min.

A convite de Sylvio Bastos, técnico e comentarista da ESPN, comentei os resultados de ambos na última semana no Approach #44. Vejam abaixo:

Quer mais conteúdo? Conheça o programa de financiamento coletivo do Saque e Voleio e torne-se um apoiador. Com pelo menos R$ 15 mensais, apoiadores têm acesso a conteúdo exclusivo (newsletter, podcast e Saque e Voleio TV), lives restritas a apoiadores, além de ingresso em grupo de bate-papo no Telegram, participação no Circuito dos Palpitões e promoções imperdíveis.

Acompanhe o Saque e Voleio no Twitter, no Facebook e no Instagram.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL