PUBLICIDADE
Topo

Saque e Voleio

Nadal deixa ótima impressão em primeiro jogo no Finals

Reuters
Imagem: Reuters
Alexandre Cossenza

Alexandre Cossenza é bacharel em direito e largou os tribunais para abraçar o jornalismo. Passou por redações grandes, cobre tênis profissionalmente há oito anos e também escreve sobre futebol. Já bateu bola com Nadal e Federer e acredita que é possível apreciar ambos em medidas iguais. Contato: ac@cossenza.org

Colunista do UOL

15/11/2020 19h27

O Rafael Nadal inseguro, de bolas curtas e muitos slices, não atravessou o canal e ficou em Paris. Pelo menos foi essa a impressão que o atual número 2 do mundo deixou ao fazer sua estreia no ATP Finals, neste domingo. O espanhol se aproveitou do baixo aproveitamento de primeiro saque de Andrey Rublev, explorou o backhand do russo e foi agressivo na medida certa, encaixando bons saques e errando pouco ao mesmo tempo em que ditava os ralis. No fim, saiu de quadra com um triunfo por 6/3 e 6/4 em 1h17min.

A vitória deste domingo é duplamente importante porque, além de mostrar que Nadal vai brigar seriamente pelo título, vem em dois sets a zero. Em um grupo tão equilibrado, dar o primeiro passo com bons números para os saldos de sets e games é uma vantagem a mais.

Para Rublev, fica a necessidade de encontrar seu primeiro serviço, tão importante em duelos tão duros, nos quais cada pontinho de graça faz diferença. Se o golpe continuar de quarentena, o russo é forte candidato a terminar a primeira fase sem vencer nenhuma partida.

A importância do serviço foi algo que ressaltei no texto de hoje cedo - uma prévia do ATP Finals. Outro ponto que levantei no texto e acabou se confirmando foi o quão superestimada vinha sendo a fase de Rublev, especialmente por conta do título em Viena, em uma campanha contra três rivais que sofreram com problemas físicos. Agora, em Londres, contra um nível superior de adversários, o patamar é outro.

Passos que fazem diferença para Thiem

No primeiro jogo de simples do dia, Dominic Thiem derrotou Stefanos Tsitsipas por 2 sets a 1, com parciais de 7/6(5), 4/6 e 6/3. Foi uma partida equilibrada, com poucos break points e decidida em detalhes. O principal deles foi a atitude do austríaco em relação às suas devoluções. Thiem passou os dois primeiros sets tentando devolver os saques de Tsitsipas posicionado mais perto da linha de base. Como não conseguiu nenhuma quebra, decidiu mudar algo. Já no segundo game do terceiro set, deu alguns passos para trás e foi retornar de uma posição na qual ele tem mais tempo para preparar os golpes e colocar mais spin na bola. Resultado? Um winner de devolução no 30/30 e um rali vencido no ponto seguido. Esses dois pontinhos significaram a única quebra de Thiem na partida, e foi só o que ele precisou. Depois disso, só teve seu saque ameaçado uma vez. Salvou o único break point que encarou e fechou a partida.

Em um grupo tão equilibrado como esse, o ajuste feito por Thiem acabou se mostrando enorme e, quem sabe, lá na frente pode até se mostrar o fator que terá feito a diferença entre a eliminação e uma vaga nas semifinais.

Coisas que eu acho que acho:

- O torneio de duplas não começou tão bem para o Brasil. Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot perderam sua estreia na competição. Vitória de Joe Salisbury e Rajeev Ram por 7/5, 3/6 e 10/5. No outro jogo do grupo, Wesley Koolhof e Nikola Mektic superaram Kevin Krawietz e Andreas Mies por 6/7(3), 7/6(4) e 10/7.

- Amanhã começam as disputas dos outros dois grupos. Às 11h (horários de Brasília), Djokovic encara Schwartzman. Mais tarde, às 15h, Medvedev e Zverev fazem um duelo importantíssimo. Com o argentino no posto de grande azarão, imagina-se que as duas vagas nas semifinais fiquem entre os outros três. E já que Djokovic é "o" favorito, a partida entre russo e alemão ganha importância mais do que redobrada.

- Nas duplas, que não terão transmissão do SporTV na primeira fase, o primeiro jogo, às 9h, tem Granollers e Zeballos contra Peers e Venus. Mais tarde, às 15h, Bruno Soares e Mate Pavic encaram Jurgen Melzer e Roger-Vasselin.

Torne-se um apoiador do blog e tenha acesso a conteúdo exclusivo (posts, podcasts e newsletters semanais) e promoções imperdíveis.

Acompanhe o Saque e Voleio no Twitter, no Facebook e no Instagram.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.