PUBLICIDADE
Topo

Soares e Pavic vencem 10º jogo seguido em slams e vão à final de RG

FFT
Imagem: FFT
Alexandre Cossenza

Alexandre Cossenza é bacharel em direito e largou os tribunais para abraçar o jornalismo. Passou por redações grandes, cobre tênis profissionalmente há oito anos e também escreve sobre futebol. Já bateu bola com Nadal e Federer e acredita que é possível apreciar ambos em medidas iguais. Contato: ac@cossenza.org

Colunista do UOL

08/10/2020 08h55

Há menos de um mês, Bruno Soares e Mate Pavic levantavam o troféu nas quadras duras do US Open. Agora, brasileiro e croata terão a chance de repetir a cena no saibro parisiense. Nesta quinta-feira, a parceria venceu sua 10ª partida consecutiva em slams e garantiu a vaga na final de Roland Garros ao bater os colombianos Robert Farah e Juan Sebastian Cabal, duplistas números 1 e 2 do mundo, respectivamente, por 7/6(4) e 7/5.

A final em Paris, prevista para ser disputada no sábado (SporTV e Bandsports), será contra os vencedores do jogo entre os alemães Kevin Krawietz e Andreas Mies e o time formado pelo holandês Wesley Koolhof e o croata Nikola Mektic. Caso Koolhof e Mektic avancem, Roland Garros verá uma repetição da final do US Open. Em Nova York, Soares e Pavic triunfaram por 7/5 e 6/3.

Como aconteceu

Soares e Pavic começaram o jogo pressionados, precisando salvar dois break points no saque do croata. A parceria fez isso e mais, quebrando o saque de Cabal quando o brasileiro encaixou uma boa devolução e Farah, junto à rede, voleou para fora. A vantagem, porém durou pouco. Duas ótimas devoluções de Farah abriram o caminho para a quebra do saque de Soares, o que deixou o placar em 2/2. Depois disso, os sacadores passaram a levar grande vantagem, e foi necessário um tie-break para decidir a parcial. O game de desempate foi parelho desde o começo, e o que fez a diferença foi uma ótima devolução de Pavic quando o placar estava em 4/4. O ponto deu ao croata a chance de sacar duas vezes com 5/4 de vantagem. Ele e Soares não bobearam e fecharam o primeiro set em 7/6(4).

A segunda parcial começou com o saque de Cabal pressionado, mas ele e Farah jogaram quatro pontos seguidos perfeitos, salvando dois break points e vencendo o game. O bom jogo de devolução dos colombianos, então, conseguiu uma quebra no saque de Pavic e, pouco depois, Cabal saiu de 0/30 para confirmar seu serviço e abrir 4/2. Foi, então, a vez de Farah ser ameaçado, mas o colombiano salvou quatro break points com ótimos serviços. Na quinta chance de quebra, porém, uma ótima devolução de Soares preparou o ponto para Pavic matar junto à rede e igualar o placar em 4/4. Após croata e brasileiro confirmarem seus serviços, Farah precisou sacar pressionado em 5/6. Robert fez uma dupla falta e depois errou um voleio, cedendo dois match points. Logo no primeiro, Pavic encaixou uma boa devolução, colocando-se em vantagem no ponto, e a vitória veio com um smash do brasileiro que Cabal não conseguiu devolver em quadra.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.