PUBLICIDADE
Topo

Challenger de Campinas muda planos para acontecer em novembro

João Pires/Fotojump
Imagem: João Pires/Fotojump
Alexandre Cossenza

Alexandre Cossenza é bacharel em direito e largou os tribunais para abraçar o jornalismo. Passou por redações grandes, cobre tênis profissionalmente há oito anos e também escreve sobre futebol. Já bateu bola com Nadal e Federer e acredita que é possível apreciar ambos em medidas iguais. Contato: ac@cossenza.org

Colunista do UOL

29/07/2020 14h08

Inicialmente previsto para outubro deste ano, o Challenger de Campinas, maior torneio desta série realizado no Brasil até o ano passado, não acontecerá em sua tradicional data na temporada 2020. Com a pandemia de covid-19 se alongando e continuando a causar vítimas em território brasileiro, a organização do torneio já coloca em ação um plano alternativo para conseguir fazer o evento ainda este ano.

Agora o plano é encaixar Campinas na semana de 30 de novembro, o que seria interessante para os fãs de tênis paulistas e formaria uma "dupla" conveniente com o novo Brasil Open. O torneio que até o ano passado era um ATP 250 foi transformado em Challenger e, até o início da pandemia, estava previsto para 23 de novembro, no ginásio do Ibirapuera.

Se forem ratificadas as datas e houver a possibilidade de realizar os dois torneios, o país terá dois Challengers em sequência: o primeiro com premiação de US$ 162 mil (Brasil Open), e o segundo (Campinas) com US$ 54 mil a serem distribuídos entre os atletas. Com dois torneios fortes em sequência, é maior a chance de atrair nomes interessantes na faixa de ranking desse patamar de torneios.

Nada, porém, está confirmado até agora. A pandemia e suas consequências, como barreiras alfandegárias e quarentenas obrigatórias, seguem como fator determinante do que vai acontecer no circuito.

"Estamos de olho diariamente em todas as recomendações dos órgãos públicos, municipais, estaduais e federal, e só realizaremos se tiver um cenário seguro para todos. Tudo também será alinhado com os patrocinadores do evento. Respeitaremos todos os protocolos indicados pelo governo, bem como pela ATP", informou o Instituto Sports, responsável pelo torneio de Campinas.

A Associação Brasileira para Criação e Desenvolvimento de Modalidades Esportivas (Asbra), organizadora do Brasil Open, confirmou via assessoria de imprensa que a data de 23 de novembro está mantida, aguardando a divulgação do calendário pela ATP.