PUBLICIDADE
Topo

Djokovic oscila, mas vence estreia na Austrália e chega à 900ª vitória

Reuters
Imagem: Reuters
Alexandre Cossenza

Alexandre Cossenza é bacharel em direito e largou os tribunais para abraçar o jornalismo. Passou por redações grandes, cobre tênis profissionalmente há oito anos e também escreve sobre futebol. Já bateu bola com Nadal e Federer e acredita que é possível apreciar ambos em medidas iguais. Contato: ac@cossenza.org

Colunista do UOL

20/01/2020 09h31

Heptacampeão do Australian Open e atual dono do troféu, Novak Djokovic deu a partida nesta segunda-feira na campanha pelo oitavo título em Melbourne. Não foi uma atuação impecável, mas foi o suficiente para que o sérvio, atual vice-líder do ranking mundial, avançasse à segunda rodada. Ele fez 7/6(5), 6/2, 2/6 e 6/1 sobre o alemão Jan-Lennard Struff (#37 do mundo) na última partida da sessão noturna da Rod Laver Arena e registrou sua vitória de número 900 no circuito mundial.

Vindo de título na ATP Cup, Djokovic segue na caça por Rafael Nadal na busca pelo posto de número 1 do mundo. Para sair de Melbourne como líder do ranking, Nole precisa conquistar o título e contar com uma derrota do espanhol antes das semifinais. O próximo obstáculo do sérvio será o vencedor do jogo entre o qualifier japonês Tatsuma Ito (#146) e o lucky loser (tenista que perdeu no qualifying, mas contou com uma desistência para entrar na chave principal) indiano Prajnesh Gunneswaran (#123). Os dois duelariam nesta segunda-feira na Quadra 12, mas a partida foi adiada por causa da chuva.

Mais cedo, Roger Federer, Serena Williams e Naomi Osaka triunfaram sem problemas, enquanto Denis Shapovalov foi o maior cabeça de chave eliminado na primeira rodada. Leia aqui o resumo do que aconteceu na madrugada.

Como aconteceu

Djokovic entrou em quadra fazendo o que sabe de melhor: rebatidas perto da linha de base e devoluções agressivas. O plano de pressionar Struff funcionou, e o alemão cometeu um par de erros que lhe custaram uma quebra de saque no sexto game. Tudo parecia sob controle até que Djokovic, sacando em 5/3, também perdeu o saque. Struff entrou no jogo e forçou o tie-break, que foi parelho até o finzinho. A mini-quebra decisiva só veio quando o alemão sacou em 4/5 e jogou uma direita na rede. Nole aproveitou e fez 7/6(5).


A segunda parcial foi menos complicada, e Djokovic aproveitou uma quebra já no primeiro game para deslanchar. Com apenas dos erros não forçados em toda parcial, o favorito não abriu uma fresta sequer para uma recuperação de Struff. Nole anotou mais uma quebra no sétimo game e sacou para fechar em 6/2 a parcial.

No terceiro set, a oscilação voltou. Com três erros não forçados no segundo game, Djokovic perdeu o saque e permitiu que Struff abrisse 2/0. O heptacampeão, porém, não demorou a reagir. Já no game seguinte, com o placar em 30/30, encaixou uma espetacular devolução vencedora (veja abaixo) e converteu o break point pouco depois.


Struff, contudo, não se rendeu. Com um par de winners e uma dupla falta do favorito, anotou mais uma quebra de saque. Depois de salvar um break point no sétimo game, abriu 5/2 e viu Djokovic cometer mais duas duplas faltas seguidas para fazer 6/2 e forçar o quarto set. O sérvio, porém, tratou de não deixar a partida se alongar muito mais. Voltando a mostrar seu habitual tênis sólido, quebrou Struff no primeiro game e deslanchou, fechando as portas para o azarão.

Barty dá susto, mas se recupera a tempo

A primeira partida da sessão noturna da Rod Laver Arena teve a queridinha da casa e número 1 do mundo, Ashleigh Barty. A australiana, atual campeã de Roland Garros, chegou a Melbourne cheia de moral, vindo do título do WTA de Adelaide, mas isso não evitou um começo de Australian Open nervoso e turbulento. Barty perdeu o primeiro set antes de se recompor e encontrar um tênis mais sólido e eficiente. Depois do susto, ela terminou superando a ucraniana Lesia Tsurenko (#120) por 5/7, 6/1 e 6/1.


A número 1 ainda não conhece sua rival de segunda rodada. Por causa da chuva que caiu durante boa parte desta segunda-feira em Melbourne, muitas partidas foram suspensas e/ou adiadas. Foi o caso do encontro que decide a oponente de segunda rodada de Barty. O jogo entre Polona Hercog (#48) e Rebecca Peterson (#44), que seria o último da Quadra 19 esta segunda, foi transferido para terça-feira.

Torne-se um apoiador do blog e tenha acesso a conteúdo exclusivo (posts, podcasts e newsletters semanais) e promoções imperdíveis.

Acompanhe o Saque e Voleio no Twitter, no Facebook e no Instagram.

Saque e Voleio