PUBLICIDADE
Topo

Rodrigo Coutinho

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Cair na Sul-Americana foi bom para o ótimo Fluminense de Diniz, Cano e Fred

só para assinantes
Rodrigo Coutinho

Rodrigo Coutinho é jornalista e analista de desempenho. Acredita que é possível abordar o futebol de forma aprofundada e com linguagem acessível a todos.

Colunista do UOL

02/07/2022 18h26

Por mais que o título deste texto soe absurdo, o Tricolor se beneficiará de ter um torneio a menos no caótico calendário. É óbvio que vencer a Sul-Americana seria sensacional para o Fluminense, mas o caminho era árduo, e agora é o único entre os nove primeiros colocados do Brasileirão a ter uma competição a menos. Isso significa semanas livres de treinos como esta, time mais descansado e evoluindo, como ficou nítido mais uma vez na incontestável vitória diante de um Corinthians desfigurado.

Fernando Diniz não teve Nonato e escolheu Martinelli para o seu lugar. No primeiro jogo sem Luiz Henrique, Matheus Martins foi o escolhido natural para jogar pelo lado direito. Já Vitor Pereira, entre desfalques e poupados, só escalou um titular desta vez, o goleiro Cássio. Montou um 5-4-1 com Bruno Melo de zagueiro e Bruno Méndez na ala-direita. Os garotos Biro e Giovane iniciaram uma partida pela primeira vez nos profissionais.

O Corinthians até passou a sensação que daria trabalho ao Fluminense. Encaixou um ótimo contra-ataque com apenas três minutos e Junior Moraes obrigou Fábio a fazer ótima defesa, mas o que se viu na sequência foi um domínio absoluto dos donos da casa. Iludiram os paulistas com superioridade no setor da bola, como costumam fazer, e contaram com uma marcação rival frouxa, insegura, e quase sempre atrasada.

Matheus Martins trocou de lado com Arias depois dos 15 minutos. O Fluminense já vencia esta altura. Manoel marcou de cabeça após cobrança de escanteio do colombiano. Dois jogadores que cresceram demais com a chegada de Diniz. Caio Paulista e Cano já haviam chegado perto de abrir o placar, mas o argentino não perdoou aos 41'. Completou de cabeça entre Bruno Méndez e Robert Renan uma falta cobrada por Arias.

01 - Rodrigo Coutinho - Rodrigo Coutinho
Como Fluminense e Corinthians iniciaram a partida válida pela 15ª rodada do Brasileirão 2022
Imagem: Rodrigo Coutinho

O Tricolor ainda teve um gol de Matheus Martins bem anulado nos acréscimos e se deu ao luxo de reduzir o ímpeto durante boa parte da etapa inicial. Tentou atrair o Corinthians, mas o Timão não tinha condições de competir a altura. Não marcava bem e nem contra-atacava. Até teve algumas boas trocas de passe no campo rival, mas não conseguiu ser contundente perto da área.

Fabio Santos e Mantuan entraram nos lugares de Bruno Méndez e Lucas Piton no intervalo. Bruno Melo foi jogar de ala e Fábio entrou como zagueiro. Giuliano e Róger Guedes também foram a campo na sequência. Cantillo e o apagado Junior Moraes saíram. O time melhorou e o Fluminense meteu de vez o pé no freio. Passou a assistir a troca de passes do Corinthians com um posicionamento mais recuado.

O problema é que o time paulista não criava. Era lento, pesado, ineficiente. Em uma jogada com o DNA do estilo Diniz, o Fluminense saiu da defesa trocando passes curtos, inverteu o jogo de lado e marcou o terceiro com Germán Cano. Samuel Xavier e Caio Paulista foram importantes no lance.

Ainda deu tempo do ''grand finale''. Fred, que entrou aos 38', no lugar de Cano, recebeu na entrada da área nos acréscimos e marcou em belo chute de primeira. A comemoração foi linda! Correu como um menino, chorando, e colocando pra fora toda a carga emotiva daquele que pode ter sido o último gol de sua carreira pelo Fluminense.

02 - Thiago Ribeiro/AGIF - Thiago Ribeiro/AGIF
Fred, do Fluminense, durante partida contra o Corinthians pelo Brasileirão
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

A vitória deixa o Fluminense momentaneamente no G-4. Terá mais uma semana livre. Tempo para treinar, recuperar jogadores, e evoluir os aspectos coletivos de um time em franca ascensão. O adversário da despedida de Fred, no próximo sábado, será o Ceará, mais um que terá jogo importante por torneio sul-americano na terça-feira. Numa projeção otimista, o Tricolor poder chegar a vice-liderança na próxima rodada.