PUBLICIDADE
Topo

Rodrigo Coutinho

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Coutinho: Léo Pereira, enfim, dá respostas positivas no Flamengo

Conteúdo exclusivo para assinantes
Rodrigo Coutinho

Rodrigo Coutinho é jornalista e analista de desempenho. Acredita que é possível abordar o futebol de forma aprofundada e com linguagem acessível a todos.

Colunista do UOL

22/08/2021 04h00

Contratado pelo Flamengo depois de se destacar em duas temporadas no Athletico Paranaense, o zagueiro Léo Pereira está entre as maiores decepções da Nação nos últimos dois anos. Visto como substituto do espanhol Pablo Marí, titular no épico time de 2019, o defensor não deu a resposta esperada dentro de campo e ainda se envolveu em polêmicas fora dele. A chegada de Renato Gaúcho, porém, vem fazendo Léo Pereira reagir e mudar seu status no clube.

O camisa 4 ganhou sequência de jogos como titular com as lesões recentes de Rodrigo Caio. Já são sete partidas consecutivas iniciando na equipe principal do Flamengo. Com mais cinco jogos, iguala os 12 que fez quando chegou, em fevereiro de 2020. O desempenho desta vez é mais consistente. Léo não esteve envolvido em falhas e lances inseguros de forma constante nas últimas partidas.

Mais firme, seguro e bem posicionado, conseguiu melhorar bastante os desarmes e elevar também o acerto nas ações gerais dentro de campo. Manteve a média de interceptações, mas caiu nas vitórias em bolas aéreas, algo em que precisa melhorar na área defensiva. Como o Flamengo mudou o sistema de marcação em bolas paradas com Renato Gaúcho, Léo talvez esteja tendo mais dificuldades para se adaptar.

Tanto no Athletico quanto com os outros treinadores no clube carioca, marcava predominantemente por zona nos escanteios e faltas laterais após o bico da grande área. Com Portaluppi, vem marcando individualmente nesta fase do jogo. Fortalecer esses embates diretos pelo alto é necessário para evoluir como defensor. No último mês, isso não chegou a comprometer suas atuações, mas em outros momentos de Flamengo sim.

01 - Fonte: Opta - Fonte: Opta
Alguns números de Léo Pereira em 2021
Imagem: Fonte: Opta

Quando perguntado sobre o assunto, o técnico rubro-negro diz sempre que gosta de ''dar moral'', passar confiança a seus jogadores. As oportunidades para jogar são importantes, mas certamente um papo diferenciado com os defensores aconteceu. Gustavo Henrique e Bruno Viana, outros zagueiros que tiveram momentos ruins com a camisa do Flamengo nos últimos meses, também melhoraram o desempenho com Renato no comando.

Outro detalhe importante para Léo Pereira virar de vez a sua chave no Mais Querido é o comportamento extra-campo. Foi flagrado em eventos durante o auge da pandemia e alvo de boatos públicos sobre o seu casamento, fatores que certamente influenciam no desempenho e fazem a pressão da torcida aumentar. Manter-se longe desse tipo de noticiário é fundamental.

Se seguir no nível mostrado recentemente, Léo Pereira pode até mesmo disputar com mais força a vaga de titular ao lado de Rodrigo Caio, quando este se curar dos problemas físicos. Por ser canhoto e ter bom passe, acaba levando vantagem sobre Gustavo Henrique em alguns aspectos numa equipe que passa grande parte do tempo com a bola e instalada no ataque.

David Luiz é cobiçado por grande parte da torcida rubro-negra e a diretoria do clube está em compasso de espera para ser mais agressiva nesta negociação. Não se sabe se será contratado. Enquanto isso, Renato vai recuperando o futebol que fez Léo Pereira ser contratado por mais de R$ 20 milhões.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL