PUBLICIDADE
Topo

Rodrigo Coutinho

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Guia do Brasileirão 2021 - América

Rodrigo Coutinho

Rodrigo Coutinho é jornalista e analista de desempenho. Acredita que é possível abordar o futebol de forma aprofundada e com linguagem acessível a todos.

Colunista do UOL

28/05/2021 04h00

Você sabe o que é time ioiô? Por mais que pareça pejorativa, a brincadeira com o América tem por objetivo ressaltar as constantes presenças do clube de Belo Horizonte na elite do futebol brasileiro. Se já chegou a ficar dez anos sem aparecer na Série A neste século, 2021 marcará a terceira 1ª divisão do Coelho nos últimos seis campeonatos. Ajustar expectativa e realidade é o desafio para permanecer.

01 - Rodrigo Coutinho - Rodrigo Coutinho
O Coelho do centroavante Rodolfo
Imagem: Rodrigo Coutinho

Recentemente o clube se preparou relativamente bem para as últimas Séries A que disputou, mas não teve paciência e demitiu treinadores de forma precoce. Não demonstrou entendimento da dificuldade que é o primeiro campeonato na elite após a Série B. Por mais que o Coelho tenha um time organizado e um elenco equilibrado, ficar na primeira divisão é a missão principal. A sensação deixada com o vice-campeonato mineiro foi ótima.

Lisca é o comandante. Está no cargo há um ano e três meses, e parece pronto para se estabelecer como um técnico de Série A. A julgar pela organização de seu time, deve incomodar bastante os favoritos. Dificilmente pode beliscar algo maior, mas se fizer um campeonato sem grandes sobressaltos, tem totais condições de passar longe da zona de rebaixamento.

02 - Rodrigo Coutinho - Rodrigo Coutinho
Provável time-base do Coelho para o início do Brasileirão
Imagem: Rodrigo Coutinho

O Coelho é escalado na maior parte do tempo em um 4-1-4-1. Mantém os pontas bem abertos para ''espaçar'' a defesa adversária e abrir lacunas de infiltração pelo meio. Alê e Juninho costumam ser os meias à frente do bom volante Zé Ricardo. Ademir, mesmo titular no último jogo do Estadual, perdeu espaço na equipe e Bruno Nazário entrou bem. O experiente Felipe Azevedo é o extremo pela esquerda. O time trabalha bastante com inversões buscando esses pontas abertos e produz triangulações pelos flancos antes de jogar a bola na área.

03 - Rodrigo Coutinho - Rodrigo Coutinho
Pontas abertos e meias infiltrando pelo meio. Rodolfo muito ativo na referência. Um pouco do Coelho atacando na imagem
Imagem: Rodrigo Coutinho

O centroavante Rodolfo possui boa capacidade de associação com os companheiros. Faz pivôs e auxilia na circulação da bola contra defesas mais fechadas. Há variações no meio das partidas para o 4-4-2, com Bruno Nazário ficando mais centralizado ao lado do camisa 9 e Juninho aberto pela direita. Defensivamente precisa oscilar menos se não quiser ter problemas. Perdeu o ótimo zagueiro Messias para o Ceará e Eduardo Bauermann ainda se estabelece na função. Anderson segue bem. Precisa fortalecer um pouco mais a proteção de suas laterais.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL