PUBLICIDADE
Topo

Rodrigo Coutinho

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Guia da Série B 2021 - Avaí

Conteúdo exclusivo para assinantes
Rodrigo Coutinho

Rodrigo Coutinho é jornalista e analista de desempenho. Acredita que é possível abordar o futebol de forma aprofundada e com linguagem acessível a todos.

Colunista do UOL

27/05/2021 04h00

O Avaí esteve presente em cinco edições da Série A na década passada, mas pode chegar a três Séries B seguidas se não conseguir o acesso neste ano. Para não igualar o recorde negativo do triênio 2012-2014, o Leão se preparou bem para a competição. Certamente entra como um dos fortes candidatos a uma das quatro vagas na 1ª divisão. Tem um técnico que conhece bem esse caminho e demonstrou força no Campeonato Catarinense.

01 - Rodrigo Coutinho - Rodrigo Coutinho
O Avaí tem no lateral-direito Edilson o artilheiro na temporada
Imagem: Rodrigo Coutinho

Claudinei Oliveira conseguiu um acesso com o próprio Avaí em 2016. Assumiu o clube na reta final da última Série B e desde então vem dando mais organização ao time. Possui uma defesa sólida, pouco vazada, e um sistema ofensivo que pode melhorar. O elenco conta com boas opções e experiência. O lateral-direito Edilson e o zagueiro Betão, por exemplo, são titulares da linha defensiva e vêm jogando bem.

Outro conhecido do grande público e que melhorou recentemente o seu desempenho é o atacante Valdívia, quase sempre titular pela ponta-esquerda. Lourenço e Serrato se destacam, e Giovanni, ex-Corinthians e Cruzeiro, vem se recuperando. Junior Dutra deve ser o titular no centro do ataque e Bruno Silva é o primeiro homem de meio-campo. Atletas acostumados a atuarem sob pressão.

02 - Rodrigo Coutinho - Rodrigo Coutinho
O provável time-base do Avaí para o início da Série B
Imagem: Rodrigo Coutinho

Nos jogos em casa e diante de adversários inferiores tecnicamente, o Avaí deve tomar a iniciativa de atacar. Tenta criar, na maioria das vezes, com aproximação entre as peças no campo de ataque e muitas triangulações pelos lados. Os pontas ficam mais fixos nos flancos até receberem a bola, a partir daí ganham liberdade de condução em direção a área, abrindo o corredor para a ultrapassagem dos laterais.

03 - Rodrigo Coutinho - Rodrigo Coutinho
Triângulos gerados pelos flancos com os pontas bem abertos, laterais e o meia do setor encostando. Uma constante no time do Avaí
Imagem: Rodrigo Coutinho

O meia do setor encosta e ali se estabelecem algumas conexões para ganhar a linha de fundo ou entrar na área. O centroavante faz pequenas diagonais entre os zagueiros para receber em profundidade ou gera presença na área. No momento defensivo o Leão varia a altura do bloco de marcação de acordo com a estratégia. Geralmente é compacto e protege bem a área, faz boas transições também. É um time bem difícil de ser batido dentro do nível da Série B.

Como faz os gols

Fase ofensiva/ataque apoiado - 44%

Contra-ataque - 22%

Bola parada aérea - 22%

Bola roubada ou recuperada no ataque - 6%

Fase ofensiva/ataque direto - 6%

Como leva os gols

Fase defensiva - 71%

Bola parada aérea - 29%

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL