PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Corinthians 'mutante' de Vítor Pereira vem fazendo sucesso com seu rodízio

Técnico Vitor Pereira, do Corinthians, líder do Brasileirão - Marcello Zambrana/AGIF
Técnico Vitor Pereira, do Corinthians, líder do Brasileirão Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do UOL

12/05/2022 13h37

Após pouco mais de dois meses de trabalho, o técnico português Vítor Pereira vem conseguindo fazer o Corinthians se encaixar. Depois de uma estreia complicada, com derrotas nos clássicos para São Paulo e Palmeiras e eliminação na semifinal do Paulistão, o treinador começou o Brasileirão implementando um rodízio de jogadores e vem colhendo os frutos agora.

No Corinthians 'Mutante' de Vítor Pereira, não só caiu o conceito de time titular, com a maratona de jogos do Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores, como também uma posição fixa na equipe.

Nessa quarta-feira (11), na vitória do Corinthians sobre a Portuguesa-RJ por 2 x 0 pela Copa do Brasil, o treinador português inovou e colocou o experiente lateral esquerdo como zagueiro pela esquerda pela primeira vez. No esquema com três zagueiros (outra novidade implementada pelo técnico), o atacante Gustavo Mosquito atuou como lateral direito, ou ala, pela primeira vez na carreira — e acabou rendendo bem, dando inclusive uma assistência.

Maycon, que voltou ao clube vindo do Shakhtar Donetsk-UCR, já atuou como primeiro volante, segundo volante e até mais avançado, executando o papel de meia. Renato Augusto é outro que rodou em várias funções, sendo inclusive centroavante (apesar de não ter funcionado tanto nessa posição).

Até aqui, o atacante Róger Guedes foi o único a reclamar publicamente desse rodízio e também o único a insistir que só pode jogar em uma posição — aberto pela esquerda. Vítor Pereira vem explicando a cada entrevista pós-jogo que não tem outra alternativa a não ser promover esse rodízio no elenco. Doa a quem doer. Até garotos da base vêm sendo bem aproveitados nos últimos jogos. Contra a Portuguesa, os atacantes Geovane e Wesley entraram no segundo tempo.

O Corinthians é até aqui o líder isolado do Brasileirão, se classificou com facilidade para as oitavas da Copa do Brasil, sem precisar colocar em campo seus principais jogadores, e está em primeiro no seu grupo da Libertadores. Na próxima semana, o time terá um duro confronto contra o Boca Juniors, na Bombonera, para tentar sua classificação.

Além de conseguir os resultados e descansar seus principais jogadores, como Renato Augusto e Willian, Vítor Pereira conseguiu nesses últimos jogos fazer com que o Corinthians voltasse a ser forte em casa e na defesa também. Em Itaquera, na Neo Química Arena, são 7 jogos sob o seu comando, com 6 vitórias e 1 empate, 15 gols feitos e apenas 1 gol sofrido. O goleiro Cássio, que voltou a atravessar uma boa fase, não leva gol há 7 jogos.

Com jogadores decisivos e experientes, uma garotada qualificada e um treinador que vem conseguindo entender bem o calendário, o Corinthians vai ganhando corpo e se postulando como candidato aos principais títulos dessa temporada 2022. Claro, ainda é cedo, mas o cenário é muito mais promissor do que aquele do início do ano, quando o time era comandado por Sylvinho, que insistia em colocar em campo seu time titular com todos os veteranos juntos.

Não dá também para garantir que Vítor Pereira terá sucesso nos próximos meses, mas o trabalho, até aqui, principalmente pós-Paulistão, merece elogios.

Siga Rodolfo Rodrigues no Instagram

Siga Rodolfo Rodrigues no Twitter